Dommo (DMMO3) e Petrorio (PRIO3) informam produção em março

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Reprodução / Dommo

A Dommo Energia (DMMO3) informou que a produção de óleo do Campo de Tubarão Martelo (TBMT) atribuída à Companhia foi de 44.548 barris em março de 2021. Um mês antes, a produção nesse campo foi de 41.535 barris.

Conforme informado pelo operador do TBMT, a produção no mês de março foi impactada pela parada na produção do poço TBMT-8H por falha da bomba centrífuga submersa (BCS), causando redução da produção em cerca de 1,4 kbbl por dia.

Petrorio (PRIO3): produção em março foi de 33.698 barris de óleo equivalente por dia (boepd)

A PetroRio (PRIO3) divulgou nesta quarta (7) detalhes dos dados operacionais relativos ao mês de março cuja produção total foi de 33.698 barris de óleo equivalente por dia (boepd), ante 29.891 boepd em fevereiro.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

O campo do polvo teve produção de 8.655 boepd em março, ante 5.904 boepd de um mês antes.

No Campo do Frade, a produção somou 17.005 boepd em março, ante 16.247 boepd em fevereiro. Estes dados referem-se à participação de 70% até 4 de fevereiro e 100% a partir de 5 de fevereiro, quando foi anunciada a conclusão da aquisição dos 30% remanescentes do Campo.

O Campo de Tubarão Martelo (TBMT), cuja fatia representa 80%, chegou a 5.748 boepd em março, contra 5.934 boepd de fevereiro.

Conforme a PetroRio, a produção do Campo de Tubarão foi impactada pela parada na produção do poço TBMT8H por falha da bomba centrífuga submersa (BCS), causando redução da produção em cerca de 1,4 kbbld.

Por fim, no campo de Manati a produção foi de 2.289 boepd em março versus 1.806 de fevereiro.

JBS (JBSS3) tem rating elevado pela Moody’s

A JBS (JBSS3) informou que a agência de rating Moody´s elevou a classificação da Companhia de Ba2 para Ba1, com perspectiva estável.

Segundo o relatório publicado pela Moody´s, “o perfil de crédito da JBS continua refletindo a robustez de suas operações globais como a maior produtora de proteínas do mundo e sua ampla diversificação em segmentos de proteínas, geografias e mercados. A estratégia da JBS de expandir sua presença global nos segmentos de alimentos processados de valor agregado melhorou seu perfil de negócios e resultou em mais estabilidade em sua margem operacional e fluxo de caixa ao longo do tempo”.

Ainda de acordo com o relatório da Moody´s, “a JBS implementou uma série de iniciativas para alongar o vencimento da dívida, amortizar dívidas e reduzir custos de captação, amparada por políticas financeiras claras de exigência de caixa mínimo e alavancagem”.

Linx (LINX3) informa que compra pela Stone será analisada pelo tribunal administrativo do Cade

A Linx (LINX3) informou que, no âmbito da combinação de negócios da Linx e da STNE Participações, o parecer técnico objeto do recurso será analisado pelo Tribunal Administrativo do CADE.

A Linx informou ainda que manterá seus acionistas e o mercado em geral informados acerca do andamento do referido processo e da decisão final que vier a ser proferida pelo Tribunal Administrativo do CADE.

Entretanto, até que a aprovação final do CADE ocorra, as Companhias continuarão operando de forma independente.

Fleury (FLRY3): Carlos Marinelli deixa presidência; Jeane Tsutsui assume

O Conselho de Administração do Grupo Fleury (FLRY3) informou que Jeane Tsutsui, que vinha exercendo a posição de Diretora Executiva desde 2012, assume como nova Diretora Presidente da Companhia, substituindo Carlos Marinelli, que deixa a posição após 7 anos à frente da empresa.

Jeane Tsutsui integra a Companhia há 20 anos, migrando nos últimos 14 anos sua carreira médica para a gestão executiva.