Dólar turismo a R$ 4,14 assusta quem programou férias internacionais

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Crédito: A man counts US dollar notes ib a bureau de change in Rio de Janeiro, Brazil on March 13, 2015. The exchange rate today reached 3.17 and 3.35 reals (the Brazilian currency) per US dollar, the highest of the last 10 years. AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA

Eu imagino a cara de espanto de quem, às vésperas das férias de julho, encontrou nesta quinta-feira (07) o dólar turismo sendo vendido a R$ 4,14 em dinheiro nas casas de câmbio. Pior ainda se ideia era comprar dólar na modalidade cartão pré-pago: R$ 4,34.

Passou pela sua cabeça desistir da viagem internacional marcada para julho?

Calma! Ajustando daqui e dali, é possível manter o destino.

#Dica 1:

Não compre todo o dólar de uma vez só. Vá comprando aos poucos para driblar os impactos da alta e diluir o efeito dos aumentos.

#Dica 2:

Pesquisa os preços. Existe diferença entre uma casa de câmbio e outra. Nesta quinta-feira (07), por exemplo, a variação no preço do dólar na compra em dinheiro chegou a dez centavos.

#Dica 3:

Corte custos. Reduza o número de dias da viagem, fique em um hotel mais simples e diminua o consumo, como compras e restaurantes caros.

#Dica 4:

Use o cartão de crédito com cuidado no exterior. Essa dica valiosa! Não saia por aí passando o cartão porque não se sabe ao certo qual será a cotação do dólar quando a sua fatura fechar.

#Dica 5:

Analise se vale a pena usar o cartão pré-pago. Quando se fala em segurança, sem dúvida ele é uma ótima alternativa, porém, não esqueça que o IOF (Impostos sobre Operações Financeiras) é de 6,38%.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]A valorização do dólar é reflexo de indefinições no cenário interno. O mercado se mostra bastante cauteloso diante das contas públicas, que tem tudo para serem impactadas com o subsídio ao diesel, que foi concedido pelo governo brasileiro para acabar com a greve dos caminhoneiros. Além disso, a indefinição dos candidatos à presidência da República também conta muito.[/box]

E os meus investimentos?

Os assessores de investimento Eu Quero Investir podem ajudar a guiar o seu dinheiro para a melhor aplicação, mesmo diante da alta do dólar. No final deste texto você vai encontrar um formulário. É só preencher para que um de nossos especialistas entre em contato.

Lembrando que toda a nossa assessoria é de graça.

E se você tem dúvidas sobre o seu perfil de investidor, a gente te ajuda com o teste de perfil, que pode ser feito aqui no site.

[banner id=”teste-perfil”]