Dólar foi o investimento mais rentável de agosto, com alta de 5,15%

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Marcello Casal/ Agência Brasil

O dólar fechou o mês de agosto com a maior alta entre as principais opções de investimentos. Foram mais 5,15%, o que representa a maior alta desde março, quando a crise do novo coronavírus estourou no Brasil. Naquele mês, a moeda norte-americana subiu 15,92%.

Agosto foi marcado pela desconfiança do investidor com relação ao desejo do governo federal em cumprir o teto de gastos. Por conta disso, os investidores se viram, novamente, em meio a preocupações sobre a situação fiscal do País.

Os ruídos entre o discurso do presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, acenderam a luz amarela entre os investidores. Parte da equipe do governo defende aumento de gastos, ao contrário da equipe econômica, que quer segurar. Em agosto, Bolsonaro vetou a proposta de Guedes de financiar o Renda Brasil com recursos da extinção do abono salarial.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Nesta segunda-feira (31), o governo entregou ao Congresso a proposta de Orçamento para 2021.  O projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) para o próximo ano prevê que o déficit primário (resultado negativo nas contas do governo sem os juros da dívida pública) chegará a R$ 233,6 bilhões.

Há ainda previsão de rombo acima de R$ 150 bilhões em 2022 e 2023.

A insegurança acaba estimulando a alta do dólar, já que a moeda americana é usada como proteção do patrimônio. No ano, a moeda sobe 36,6%.

Aqui, é possível comparar a performance de outros investimentos em agosto.

  • Dólar Ptax: 5,15% % (R$ 5,4980)
  • Ouro: +4,42% (US$ 1.978,60)
  • IFIX: +1,79% (2.782,10 pontos)
  • Ibovespa: -3,44% (99.369,15 pontos)
  • CDI: +0,15%
  • Bitcoin (NYSE): 1,92% (US$ 11.442,408)

Dólar à vista x dólar futuro

O dólar à vista fechou a segunda-feira em alta de 1,21%, cotado em R$ 5,4806.

No mês, a alta foi de 6,02%.

No mercado futuro, o dólar Ptax para outubro, que nesta segunda-feira passou a ser o contrato mais líquido, fechou em alta de 1,98%, cotado em R$ 5,4980.

O Ptax é usado em contratos cambiais e balanços corporativos.

O dólar Ptax acumulou alta de 5,15% em agosto.

Ibovespa

Agosto marcou a primeira vez que o índice da Bolsa de Valores brasileira fechou negativo desde março.

Foram menos 3,44% agora, contra queda de 29,90% no terceiro mês do ano.

Em março, houve a série histórica de seis circuit breakers.

Bitcoin

No ano, a moeda virtual na NYSE já ganhou 57,708%.

Começou valendo US$ 7.201,507, em 1º de janeiro e nesta segunda, atingiu US$ 11.442,408.

Em agosto, a alta foi de 1,927%, bem menos que os 22,543% de julho.

No mês passado, o Office of the Comptroller of the Currency (OCC) anunciou que os bancos tradicionais estão autorizados a realizar custódia de criptoativos para seus clientes.

Além disso, tanto Visa como Mastercard anunciaram seus planos de utilizar Bitcoin e outros ativos em seu modelo de negócios.

Isso deu ainda mais segurança para o ativo, que continuou positivo em agosto.

Entretanto, nada bateu a performance do dólar, tanto o à vista quanto o futuro.