Dólar fecha em alta de 0,45% nesta quarta-feira

Renata de Souza
Colaborador do Torcedores
1

O dólar fechou o pregão desta quarta-feira (17) em alta de 0,45%, cotado a R$ 5,5242 , após oscilar entre a máxima de R$ 5,5332 e mínima de R$ 5,4661.

A moeda subiu devido a piora nas perspectivas para a aprovação PEC dos precatórios no Senado. O relator do texto, Fernando Bezerra, admitiu que o placar está apertado, com “51 ou 52 votos”, frente aos 49 necessários.

  • Segunda-feira (15): feriado nacional
  • Terça-feira (16): +0,78%, a R$ 5,4997
  • Quarta-feira (17): +0,45% a R$ 5,5242

Confira a tendência da moeda norte-americana em novembro

O que mexe no dólar

questão fiscal segue no foco dos investidores, depois que o presidente Jair Bolsonaro prometeu encaixar reajuste aos servidores públicos no Orçamento de 2022, o que aumenta as dúvidas quanto à aprovação da PEC dos Precatórios – que abriria brecha para o pagamento do Auxílio Brasil, mas também para decisões com foco nas eleições do ano que vem.

A Secretaria de Política Econômica (SPE) publicou nesta quarta-feira (17) seu Boletim Macrofiscal, com projeções para os principais indicadores para o país. O governo federal reduziu para 5,1% sua estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2021, ante 5,3% projetados no boletim anterior, de setembro.

Para 2022, a projeção foi cortada para 2,10%, ante 2,50% de setembro. A partir de 2023, a expectativa é de crescimento de 2,5% ao ano.

A SPE mantendo a estimativa do PIB de 2022 acima dos 2% contrasta com a visão do mercado, captada pelo último Boletim Focus, que já aponta PIB a 0,93% no ano que vem. O deste ano também: para o mercado, o PIB deve ser de 4,88%, ao passo que para a SPE, de 5,1%.

*Com BDM Online