Dólar: entenda quais são as consequências de uma forte alta

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.
1

Crédito: Divulgação

Os movimentos do dólar afetam a todos. Mas você sabe exatamente quais são as consequências de uma forte alta ou baixa na moeda norte-americana?

Antes de mais nada, é preciso entender que a alta e queda do dólar não impactam todos os agentes da economia da mesma forma.

Por isso, isso não se pode dizer que existe uma cotação ideal para o câmbio. O que é ruim é uma volatilidade grande neste mercado, pois isso traz insegurança e falta de previsibilidade.

Para entender melhor como este assunto mexe com a sua vida, confira quais são as principais consequências da oscilação da moeda.

Dólar alto é bom para o exportador

As empresas que exportam mercadorias e recebem seus pagamentos em dólar são beneficiadas pela alta da cotação. Isso ocorre porque seus ganhos em reais aumentam. 

Caso você seja investidor de alguma companhia exportadora (de commodities agrícolas ou metálicas, por exemplo), verá o efeito favorável do câmbio nos balanços trimestrais.

Ao mesmo tempo, os importadores não gostam de altas no câmbio, já que seus custos aumentam.

Vale lembrar que muitas empresas têm dívidas dolarizadas. Neste caso, uma escalada na moeda faz com que seu endividamento em reais aumente.

Real fraco é ruim para o consumidor

Como consumidores, os brasileiros são negativamente impactados pela alta do dólar.

Primeiro porque os produtos importados ou feitos com insumos importados ficam mais caros. Isso faz com que a inflação aumente e o poder de compra diminua.

O preço do pão e do combustível são alguns dos que pesam mais no bolso dos brasileiros num cenário de alta do dólar. Muitas máquinas e equipamentos sofrem o mesmo efeito, por serem importados.

Outro impacto na vida do consumidor é que fica muito mais caro fazer viagens ao exterior. 

Risco e oportunidade para os investidores

Os investidores que atuam no mercado financeiro podem se beneficiar ou perder nestes momentos.

Por exemplo, quem opera  contratos de dólar futuro negociados na B3 pode ter grandes ganhos e grandes perdas diante de uma valorização do dólar.

Isso vai depender da posição que tiverem assumido: quem assume uma posição comprada no contrato de dólar ganha com a alta e perde com a queda, e vice-versa. 

Já os investidores que investem em fundos cambiais ganham com a variação do dólar, pois estes fundos acompanham a cotação da moeda. No cenário inverso, os fundos cambiais andam mal.

Também existem Certificados de Operações Estruturadas (COEs) que trazem maior rentabilidade em um cenário de alta da moeda.

Quem estiver posicionado nestes ativos num momento de escalada do dólar, vai lucrar mais.

Para entender melhor o que causa o sobe e desce do dólar no mercado, confira esta matéria.