Dólar acima de R$ 4,20? Afinal, o Dólar cai ou sobe?

Juliano Custodio
null
1

Entenda para qual direção deverá ir o dólar nos próximos meses de 2019.

Enquanto o Dólar está prestes a passar da barreira de R$ 4,20.

No artigo a seguir, tratarei de algumas análises econômicas e seus impactos sobre os juros e sobre o Dólar. Espero que goste:

O mundo está diferente, e pode ser definitivo.

Neste final de semana alguns dos mais conceituados profissionais de gestão de recursos falaram a mesma coisa. Os juros baixos e até negativos vieram para ficar no mundo.

O principal relatório é o da Gestora Dynamo, que você pode ler aqui: https://static-wp-eqi15-prd.euqueroinvestir.com/wp-content/uploads/2019/09/dynamo.pdf

Veja que esses caras tem autoridade, superam o Ibovespa a muitos anos!

Dynamo Cougar

Clique aqui e veja mais sobre o fundo:https://www.comparadordefundos.com.br/fundos-de-investimento/fundos-de-acoes/dynamo-cougar-fundo-de-investimento-em-acoes?index=31%2F38&period=otimo

Resumindo o artigo da Dynamo:

O resumo da ópera é que os Bancos Centrais tem pouca massa de manobra para acelerar as economias e por isso estão tendo de levar os juros abaixo de zero.

Pois em teoria, mais dinheiro sai de títulos do governo e vão para a economia real. Investimentos em empresas e ativos reais.

Ao mesmo tempo, a crítica vem do fato de que, com juros negativos, aqueles que pensam em se aposentar, acabam precisando poupar ainda mais para garantir seu futuro.

Portanto acabam consumindo ainda menos, colocando o sistema em uma espiral de baixo crescimento.

Um possível impacto ( essa já é minha opinião ) é que o dólar ainda pode se valorizar no curto prazo, já que os EUA são um dos poucos países grandes com juros positivos no mundo.

O resultado desta queda de braço, só o futuro dirá!

Antes de falar do Dólar: SELIC e Juros para 2019

Pelo Brasil, o consenso tem sido cada vez maior em juros em 4,5 á 5% no final de 2019!

Previsão Taxa SELIC

Bom para quem acreditou e comprou Prefixados nos últimos dias, os juros já voltaram a cair.

oscilação DI futuro

Motivos para acreditar no Brasil seguem

Como já contei outras vezes, os motivos para acreditar no Brasil seguem, ainda mais agora com a reforma da previdência.

O que estávamos buscando era no mínimo uma diminuição de nossos déficits -o que já aconteceu com os apertos dados por nosso atual governo. Veja:

Resultados Primario e Nominal

Ou seja, estamos “despiorando” e os benefícios da reforma ainda nem começaram.

Você notará que a linha vermelha ( déficit nominal ) caiu mais que o primário, isso é efeito dos juros ( Selic ) mais baixos.

Já que o Resultado Nominal é igual ao Resultado Primário menos Juros.

E para quem não sabe, o resultado Primário é o que o governo gasta menos o que ele arrecada – note que o dado é acima de zero. Em síntese, o governo gasta mais que arrecada.

O nome do dado é NFSP: Necessidade de Financiamento do Setor Público, ou seja, quando se gasta mais do que arrecada a necessidade de financiamento é positiva.

Antes de mais nada, é importante lembrar que déficits menores, pressionam menos a inflação e permitem que o governo trabalhe com juros mais baixos, mais um ponto para os ativos prefixados!

Finalmente chegamos nele:

Déficits menores, ajudam a baixar o dólar!

Veja que a piora dos resultados nominal e primário desde 2012, combinam com a desvalorização da nossa moeda:

Real x Dólar x DXY

Note que o Real se desvalorizou 164% de em relação ao dólar enquanto que as principais moedas do mundo 32%.

Veja a comparação do preço dos Reais x Dólar com as moedas de outros emergentes contra a moeda americana:

real x dólar x moedas emergentes

No mesmo período, a moeda mexicana desvalorizou 73%, a moeda Sul Africana 130% e vencemos somente a moeda Turca, que desvalorizou 276% em relação ao dólar.

Exclui a moeda Chinesa porque o cambio lá não é flutuante.

Resumindo, tenho razões para crer que uma melhora fiscal acabará derrubando a cotação do dólar, e tudo leva a crer que nossa equipe econômica sabe que este é o caminho.

Nós queremos lhe ajudar

Quer ajuda para ganhar com a alta ou a queda do dólar?

Se você tem dúvidas sobre investimentos ou quer ajuda para montar uma carteira de investimentos preparada para os próximos movimentos da economia. Preencha o formulário abaixo, que entraremos em contato para lhe ajudar com seus investimentos:

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.