Dividendos não são pagos por 8 das 25 maiores empresas por valor de mercado dos USA

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

As 25 maiores empresas por valor de mercado dos Estados Unidos são atraentes para qualquer investidor. Mas 8 delas, segundo levantamento da Economatica, não pagam dividendos há 10 anos ou desde que realizaram suas ofertas públicas (IPOs).

Segunda na lista, atrás da Apple, com US$ 1,645 trilhão de valor, a Amazon não paga dividendos há 10 anos, recorte que a Economatica fez.

“O valor de mercado da Amazon no dia 21 de agosto de 2010 era de US$ 57,2 bilhões contra US$ 1,64 trilhão no dia 21 de agosto de 2020, crescimento de US$ 1,58 trilhão”, ressalta.

Confira principais Ações para investir em Outubro

“O retorno da ação acumulado em 10 anos até 21 de agosto de 2020 é de 2.471,0% ou 38,4% em média por ano”, diz.

Mesmo assim, não pagou um centavo em dividendos nesse período.

Google não paga dividendos

A Alphabet, dona do Google e com valor de mercado de US$ 1,073 trilhão, é outra que não pagou dividendos.

O retorno da ação acumulado em 10 anos é de 581,4%, média de 21,17% por ano.

Uma ação da Alphabet hoje fechou 21 de agosto (recorte feito pela Economatica) valento US$ 1.575,57. Da Amazon, US$ 3.284,72.

Depois do fechamento desta terça-feira (25), as duas bateram seus recordes de valor: US$ 1.605,85 e US$ 3.346,49, respectivamente.

Ambas atingiram seus preços máximos em agosto, em um ano excepcional para as Big Techs, por conta da pandemia.

O Facebook também está na lista e também não pagou dividendos.

No caso da rede social, não paga desde o IPO, em maio de 2012.

Mark Zuckerberg viu sua empresa saltar de US$ 72,127 bilhões de valor de mercado para US$ 760,662 bilhões.

O retorno por ação foi de 602,7%, ou 26,66% ao ano.

No término do pregão de 21 de agosto, valia US$ 267,01 por ação. Hoje, US$ 280,82.

A Tesla está nesse time, com valor de mercado de US$ 382,038 bilhões.

A empresa valoriou 10.632,90% em 10 anos, ou 59,67% por ano. É a líder nesse quesito.

Uma ação custava em 21 de agosto US$ 2.049,98. Após a terça (25), US$ 2.023,34.

Ou seja, não são ativos baratos.

Empresas bilionárias

Há ainda a seguradora Berkshire Hathaway, com valor de mercado de US$ 498,311 bilhões.

Além dela, a Paypal, cujo IPO foi em julho de 2015 e que tem valor de mercado de US$ 230,894 bilhões; a Adobe, que vale US$ 226,997 bilhões; e a Netflix, cujo valor é de US$ 217,116 bilhões.

A que mais paga dividendos

A campeã em distribuição em 10 anos é a Home Depot, varejista para casa e construção civil.

Ela tem valor de mercado de US$ 304,620 bilhões.

Nesses 10 anos, distribuiu 97,05% do preço da ação do dia 21 de agosto de 2010, que valia US$ 283,23.

Sua ação valorizou 1.171,1% em dez anos ou 28,98% em média por ano.

Vale a pena investir nelas?

Talvez seja difícil encontrar um analista que responda “não” a essa pergunta.

Vale ressaltar que não pagar dividendos não quer dizer que a empresa não gera caixa, o que parece bastante óbvio no casos dessas 25 mais valiosas.

Não ter pago dividendos até o momento não quer dizer que não vai pagar nunca. Em algum momento, vai.

A Apple, a primeira da lista das mais valiosas, com US$ 2,172 trilhões, passou a pagar dividendos apenas em 2012.

Entretanto, o IPO da gigante dos computadores aconteceu em 1980, 32 anos antes.

Os investidores vêem o que a empresa faz com o dinheiro retornado e investido. A maioria reinveste.

A Berkshire, por exemplo, reinveste cerca de 20%.

Além disso, é importante ressaltar ainda que nos Estados Unidos não existe obrigatoriedade no pagamento dos dividendos.