Dívida Líquida/Ebitda mostra o quanto uma empresa está alavancada; entenda este indicador

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.

Um indicador muito utilizado pelo mercado para avaliar o nível de endividamento de uma empresa é a Dívida Líquida/Ebitda.

Ele mostra o quanto uma empresa está alavancada. Em outras palavras, mostra quantos anos a empresa levaria para pagar a sua dívida líquida usando sua geração de caixa.

O cálculo considera que a dívida e a geração de caixa se mantenham constantes.

Indicador é muito utilizado

O indicador dívida líquida/Ebitda aparece com frequência nos releases de resultados trimestrais das empresas. Ele é acompanhado de perto por analistas e investidores.

As companhias gostam de destacar quando a relação de dívida líquida/Ebitda cai, pois isso mostra que o nível de endividamento está mais saudável.

No geral, quando este indicador está em um nível de até 2 vezes, é considerado positivo.

Neste caso, significa que a empresa levaria dois anos para pagar a sua dívida líquida utilizando o caixa gerado pelas suas operações.

Já uma alavancagem muito grande indica que a empresa está em uma situação difícil. Diante disso, os investidores ficam mais preocupados e podem penalizar a ação.

Neste cenário, a dívida ficou grande demais em relação à capacidade de pagamento da empresa.

O que é Ebitda?

Em primeiro lugar, antes de falar de Dívida líquida/Ebitda, é importante explicar o que significa Ebitda. Em inglês, esta sigla representa earnings before interest, taxes, depreciation, and amortization.

Ou seja, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Em outras palavras, o Ebitda simboliza a geração operacional de caixa da empresa.

É o quanto a empresa gera de dinheiro apenas com as suas atividades operacionais, excluindo os efeitos financeiros e de impostos.

Já a dívida líquida representa todo o volume de empréstimos e financiamentos menos o caixa e equivalentes de caixa da empresa.

Outro indicador que utiliza a dívida líquida em sua fórmula é o EV/Ebit.

 

Para entender

Agora imagine que uma empresa tem uma dívida líquida de R$ 100 milhões. Ao mesmo tempo, ela consegue gerar todo ano R$ 50 milhões de Ebtida.

Isso significa que esta companhia consegue pagar toda a sua dívida com dois anos de operação. Ou seja, a dívida líquida/Ebitda é de duas vezes.

Dentro destes parâmetros, esta empresa estaria financeiramente saudável.

Já uma dívida de R$ 200 milhões diante da mesma geração de caixa seria muito alta. Neste cenário, a dívida líquida/Ebitda seria de 4 vezes.