Diretor da ANP entrega carta de renúncia ao cargo

Jéssica De Paula Alves
null

Crédito: Reprodução/Facebook

O Diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, pediu a antecipação do fim de seu mandato. Assim, ele enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro em que decidiu pela renúncia do cargo.

O diretor ficaria no cargo até dezembro de 2020. Mas Oddone afirma, na carta, que permanecerá no cargo até a aprovação de um substituto. Desde 2016 na ANP, o  executivo listou em sua carta diversas realizações de seu mandato, afirmando ter cumprido sua missão e de que agora uma nova fase se inicia.

“O processo de grandes mudanças no setor, do qual participei com afinco, encerrou-se com os últimos leilões e a identificação das ações necessárias para eliminar as restrições regulatórias e estimular a competição nos setores de abastecimento, de distribuição e revenda de combustíveis automotivos e de aviação, de gás de cozinha e de gás natural.”, afirmou o executivo.

Oddone também declarou: “Como o tempo dos mandatos nem sempre casa com os ciclos de mudança, acredito que seja hora de iniciar o processo de composição da diretoria colegiada que deverá aprovar as alterações regulatórias que vão sustentar as transformações que começamos a construir”.

“Diferentes desafios demandam profissionais com características distintas. Não houve alterações na composição da diretoria colegiada da ANP em 2019. No entanto, três novos diretores deverão ser nomeados em 2020.”, completou o executivo em comunicado.

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.