Dimed (PNVL4) lucra 63,5% menos no 2TRI20

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação Dimed

A Dimed (PNVL4) registrou um lucro líquido de R$ 7,1 milhões no segundo trimestre de 2020. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia registrado lucro de R$ 19,5 milhões, uma queda de 63,5%,

No acumulado do semestre, a companhia acumulou lucro de R$ 23,5 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 19,26 milhões no período. No mesmo período do ano anterior, o Ebitda da Dimed foi de R$ 27,85 milhões.

Receita recua 3,4%

A receita bruta total do segundo trimestre de 2020 foi de R$ 662,5 milhões, contra a receita bruta de R$ 685,9 milhões do mesmo período do ano anterior, uma redução de 3,4%.

No varejo, a receita bruta neste segundo trimestre foi de R$ 594,8 milhões, queda de 1,8% sobre o segundo trimestre de 2019.

Segundo a Dimed, além dos fatores diretamente vinculados à pandemia, impactaram nas vendas do trimestre outros eventos indiretos como o fechamento temporário de lojas, a prorrogação do reajuste anual de medicamentos para o final de maio/20 e a prorrogação de abertura de lojas programadas para o segundo trimestre.

Endividamento e Caixa

A Companhia encerrou o segundo trimestre de 2020 com fluxo de caixa livre negativo em R$ 57,55 milhões. Já no acumulado do ano, registrou R$ 85,69 milhões negativos.

A posição de dívida líquida ao final do segundo trimestre de 2020 era de R$ 219,15 milhões.

Em termos de alavancagem, a dívida líquida sobre o Ebitda fechou em 1,53x no 2T20.

De acordo com a companhia, o crescimento do endividamento de curto prazo tem relação com a captação extraordinária de R$ 100 milhões no início da pandemia, com o objetivo de garantir liquidez suficiente para período.