Dificuldade de negociar dívidas de empresas é reconhecida pelo Santander

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Reprodução

A dificuldade em renegociação de dívidas de empresas foi reconhecida pelo presidente do Santander, Sérgio Rial, na segunda-feira (6). Esta é uma das medidas anunciadas pela Federação Nacional dos Bancos (Febraban) durante a pandemia de coronavírus.

Seguindo a medida da Febraban, os cinco maiores bancos no país podem prorrogar por 60 dias o vencimento das dívidas empresariais. Mas diversos clientes relataram ao jornal Folha de S. Paulo que estavam com dificuldades para a ação. O que foi negado pelas instituições bancárias.

“Há bem pouco tempo, os bancos não estavam claros sobre como iriam operacionalizar as linhas de crédito. Existia muito desconforto e desinformação mesmo dentro dos bancos”, afirmou Rial em uma publicação ao vivo no site Valor Econômico.

O executivo do Santander relata que muitas reclamações são sobre as dificuldades de acesso ao crédito e juros mais altos.  Já o pequeno varejo tem mais ansiedade pela linha emergencial anunciada pelo governo, disse o presidente.

“Não é mais um momento de ansiedade. Mas acho que justa a crítica de duas semanas atrás. Tem muita coisa ruim, mas o sistema financeiro pode responder. Ter liquidez para fazer com que espera, aconteça “, afirmou.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Contudo, para Rial, a Medida Provisória (MP) para ajudar a financiar uma folha de pagamento de empresas também auxiliou o mercado e diminuiu a insatisfação de clientes.

Na sexta-feira (3), o Santander divulgou uma licença automática de parcelas, em até 60 dias, para clientes que tiverem suas entregas vencidas e paginas. A MP 944, que liberava R $ 40 bilhões em recursos para a linha de pagamento, informou a Folha.

Segundo Rial, apesar do prazo de pagamento ser um ponto de extrema importância para empresas de comércio eletrônico no momento, a tendência é o custo do dinheiro fique maior.