Dicas para ajudar estudantes universitários a economizar dinheiro

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Se você é universitário, vive com a grana curta e quer começar a economizar, é bom ficar de olho nessas dicas de um veterano da UC Berkeley, nos Estados Unidos.

Em um artigo publicado no site da CNBC, Amanda Mier deu o caminho – ou alguns deles – para que o aperto possa ficar cada vez menor.

“Eu sou uma veterana na UC Berkeley e decidi antes de me formar, vou colocar meu jogo do dinheiro em dia. Eu estabeleci um orçamento , descobri onde poderia cortar despesas e o próximo passo: começar a economizar dinheiro”, comentou.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

“Se você for como eu, você vive de sua conta corrente e tenta fazer um orçamento para atender às necessidades, desejos e pagar dívidas. Mas economizar é o primeiro passo importante para garantir a segurança financeira. E quanto mais cedo você começar, mais suas economias contarão”, alertou.

“Como alguém sem uma conta poupança (ou um plano!), procurei especialistas para descobrir por que você deveria começar a economizar como um estudante universitário, como começar e a melhor maneira de fazer seu dinheiro valer”, complementou a universitária.

Conselho profissional para economizar

Mesmo se você achar que é muito jovem para se preocupar com a economia, “você apenas precisa se arriscar”, diz Jill Steinberg, diretora-gerente e sócia da Beacon Pointe Advisors.

Segundo ela, economizar cedo dá a você uma grande vantagem, especialmente devido ao poder dos juros compostos (isso significa que seus juros rendem juros).

“Quanto mais cedo você começar, mais sucesso financeiro terá no longo prazo”, diz Steinberg.

A profissional diz que há três maneiras fáceis para estudantes universitários cortarem despesas: transformando hobbies em atividades secundárias, procurando cortar algo no orçamento e usando a regra 50/30/20.

“Coloque 50% de sua receita após os impostos nas coisas que você precisa, 30% nos itens que deseja e 20% na poupança”, recomendou. “E se você não tem renda, desista de um pequeno item e coloque esse dinheiro na poupança. Se você desistir de comprar café por um mês e normalmente gastaria US $ 12 em café, coloque esses US $ 12 por mês em suas economias. Depois de um ano, chega a US $ 144 – mais juros compostos”.

Começar é o primeiro passo

Se você tem uma fonte de renda, não há problema em começar aos poucos. Começar é a etapa mais importante. Se você não pode economizar US $ 100 por mês, mas pode movimentar US $ 25 – faça isso.

Economize tanto quanto for razoável para você, dependendo de suas receitas e despesas.

“Não se concentre na quantidade, concentre-se no hábito”, diz Cheng.

Quando você tiver um pouco mais de espaço para mexer com sua renda, marque uma reunião com você mesmo para fazer o check-in, reavaliar e aumentar suas economias. Talvez seja apenas $ 5 a mais. Ou talvez seja $ 20, $ 50 ou $ 100. Seja o que for – é economia. E está crescendo com juros compostos.

Se você está no topo do seu orçamento e não está gastando demais, Steinberg recomenda que os estudantes universitários mantenham cerca de um a dois meses de sua renda na conta corrente e coloquem todo o resto em uma conta poupança de alto rendimento ou em um fundo de aposentadoria.

Um erro que os estudantes universitários muitas vezes cometem é sentir que precisam “fazer algo” com seu dinheiro, como gastá-lo ou investi-lo. Os alunos estão apenas construindo suas bases para a vida, diz Douglas Boneparth, presidente e fundador da Bone Fide Wealth. É normal sentar e pensar no que vai ser usado, ou apenas ficar com o dinheiro. Pode ser útil fazer a transição da escola para o mundo real.

Dicas de ouro

1. Criação de uma conta poupança.

Eu abri uma conta de poupança on-line gratuita de alto rendimento com 0,5% de juros. Escolhi um com saldo mínimo de $ 0, então não incorreria em taxas se não tiver dinheiro suficiente depositado.

2. Configurando o depósito automático.

Mudei minha conta corrente para depositar automaticamente $ 25 por mês na minha conta poupança.

3. Cortar uma despesa discricionária de meu orçamento.

Embora eu ame meus matcha lattes, o hábito ficou caro! Vou voltar para o café, o que vai acabar me economizando cerca de US $ 10 por mês.

4. Fazer check-in em minha conta.

Estou definindo um lembrete para mim mesmo para verificar minhas economias em um mês para ver como está indo e se posso aumentá-las!

“Não são US$ 25 por mês a 0,5%, que vão me tornar um milionário da noite para o dia. O que importa é começar bons hábitos de poupança cedo – quanto mais cedo você começar a economizar, mais dinheiro você terá, o que continuará crescendo com o tempo”, concluiu a estudante.