Aceleração de vendas no varejo ainda é desigual; veja mais notícias

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: governo-jornais

Com a reabertura das lojas físicas houve aceleração do ritmo de vendas e melhora no giro dos estoques pela primeira vez em mais de um ano, conforme informou o jornal Valor.

Mesmo com certa ruptura nas entregas de produtos, por causa da falta de insumos, caiu o índice de falta de mercadorias, sinal de normalização na cadeia do varejo.

Assim, reduziu a necessidade de estoques de emergência às vésperas do início de pedidos para a Black Friday e o Natal. Mas a alta nas vendas não é uniforme: mais forte no segmento de moda e serviços do que nos eletrônicos.

Guedes quer reduzir tributo com alta da arrecadação

Medida sinaliza que governo poderá apresentar reforma tributária com efeito negativo para as contas públicas.

Governo estima aumento de R$ 105,2 bi nas despesas de 2022

O governo prevê uma elevação de R$ 105,2 bilhões nas despesas obrigatórias do próximo ano, conforme documento do Ministério da Economia ao qual o Estadão teve acesso. O crescimento nesses gastos é o que limita o “espaço livre” que o governo terá para novas despesas em 2022, ano de eleições. Por enquanto, o governo estima que a folga será de aproximadamente R$ 25 bilhões.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Bolsonaro teria sido alertado sobre vacina indiana

A CPI da Covid ganha novo fôlego ao apontar supostas irregularidades no processo de compra da vacina Covaxin.

Aliado diz que alertou o presidente sobre compra suspeita de vacina – Em resposta a requerimento de deputado, Ministério da Saúde citou, há um mês, aquisição de 20 milhões de doses. Queiroga disse que órgão não comprou imunizante. As informações são do Estadão.

Atualização Covid-19

O Brasil teve 2.392 óbitos confirmados por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 507.109. Os novos casos positivados foram 115.228 de um total de 18.169.881 milhões.