OMS acalma ânimos, Ibovespa a 119 mil e PMIs são destaques

Carlos Henrique de S. e Silva
Carlos Henrique é especialista de investimentos certificado pelo CEA® e PQO®. Em sua trajetória esteve em grande instituições como o Banco Volkswagen, XP Investimentos e Banco Itaú. Atua como assessor de investimentos e paralelamente como redator do site EuQueroInvestir.com.
1

Crédito: Freepik.com

A Organização Mundial da Saúde concluiu, nessa quinta-feira (23), que a pneumonia mortal que se espalha na China não justifica decretar emergência global de saúde.

Desse modo, os investidores com receio de uma crise de saúde global respiraram aliviados.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 0,96%, principalmente puxado pelos bancos.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Os PMIs na Zona do Euro devem agitar os mercados com dados da Indústria e Serviços.

Aqui está o que você precisa saber nessa sexta:

Highlights dia (24/01):

  • Feriado – Festival da Primavera – China
  • Feriado – Ano Novo – Coreia do Sul
  • 03:30 – PMI Industrial (Jan) – Alemanha
  • 04:30 –  PMI Composto, Industrial e Serviços – Reino Unido
  • 04:30 – Discurso de Christine Lagarde, Presidente do BCE – União Europeia

Remédio ao mercado

A decisão da OMS – Organização Mundial de Saúde – trouxe alívio à comunidade global sem alerta de epidemia em escala mundial.

EQI, BTG Pactual Forpus Capital lançam novo fundo de ações

Aliás, os mercados pelo mundo tiveram reduções nas perdas acumuladas pelo temor de uma crise mundial.

O S&P 500 fechou com alta de 0,11% (3.325,54) e Dow Jones reduziu perda para -0,09% (29.160,09).

Contudo, o holofote ficou no índice brasileiro com novo recorde.

emergência global, reino unido, organização mundial, PMIs, iBOVESPA e OMS

Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

O retorno dos Bancos

O principal índice acionário brasileiro fechou nessa quinta com alta de 0,96% (119.527 pontos) alcançando novo recorde impulsionado principalmente pelos bancos.

Muitos analistas dizem que, a fim de amenizar as medidas do Banco Central para aumentar a concorrência no mercado financeiro brasileiro com fintechs, haveria uma compensação para as grandes instituições bancárias próximo.

Desse modo, com inflação baixa, pode haver uma redução dos compulsórios, a fim de amenizar custo das instituições e aumentar oferta de crédito na economia.

O “Kit Brasil” foi o principal responsável pela alta do índice com Petrobras ON com alta de 0,68 (R$ 31,23) e Banco do Brasil ON com 5,62% (R$ 51,48).

PMIs da Zona do Euro

Os índices de gerentes de compras, os PMIs, podem dar novo impulso na Zona do Euro e nos Estados Unidos.

“Hoje o dia foi de alta do kit Brasil e de baixa no kit China”, resumiu Pablo Spyer, diretor da Mirae Asset.

Assim, sexta, os kits local e externo devem reagir aos números da atividade nos EUA e na Europa dos PMIs.

Pecado e o IPCA

A ação ON da Ambev fechou em queda de 2,10%, após declaração do ministro Paulo Guedes sobre tributação de bebidas alcoólicas e da base de açúcar. Imposto batizado de “imposto do pecado”, também atingiria os cigarros.

Por outro lado, os índices futuros de juros fecharam em alta com dados do IPCA-15 ligeiramente acima do esperado.

Desse modo, o mercado vê chance de 70% de corte de 0,25 p.p. na Selic em fevereiro indo a 4,25% a.a.