Deputados de MG aprovam reajuste salarial para segurança, educação, saúde e outros

Sabrina Oliveira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Assembleia Legislativa de Minas Gerais\ Luiz Santana

O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou reajustes salariais em categorias como segurança, saúde e educação no segundo turno e fará 28,82% ajustes salariais relativo ao período de 2015 a 2019, que serão pagos a partir 1º de julho de 2020,aos servidores de 13 carreiras do Estado. Para segurança pública, o aumento foi de 41,74%.

Minas Gerais possui mais de R$ 93 bilhões em dívidas com o governo federal, incluindo o consumo de quase metade do orçamento do estado. Sendo assim, os servidores do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e da própria Assembleia também terão reajustes. O projeto de lei segue agora para sanção ou veto do governador Romeu Zema (Novo).

Na área de segurança, o projeto de lei vem do próprio governador, que planeja dar 13% de apoio em julho de 2020. 12% em setembro de 2021; 12% em setembro de 2022. O aumento acumulado foi de 41,7%.
Também foi aprovado o pagamento do piso nacional da educação nacional aos educadores básicos e incorporar bônus de desempenho e recompensas de ensino aos trabalhadores do ensino superior.

Os que votaram contra a emenda apontaram inconstitucionalidade da matéria, já que o Poder Legislativo não tem competência para propor projetos que impactem o orçamento. Segundo eles, o governo teria dificuldade de arcar com um aumento de despesa da ordem de R$ 20 bilhões em três anos. Os favoráveis à emenda, porém, defenderam a proposta politicamente, alegando que o Estado deve dar tratamento isonômico a todas as categorias e que é possível analisar caso a caso.

Em sua maioria, os parlamentares ligados à área de segurança rejeitaram a emenda, acusando-a de “enganosa, populista e hipócrita” e argumentando que a matéria será vetada pelo governo. Discursaram contra a emenda, entre outros, os deputados Sargento Rodrigues (PTB), Coronel Sandro, Delegado Heli Grilo e Bruno Engler (estes três do PSL).

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

No Tribunal de Contas do Estado (TCMG), Mauri Jose Torres Duarte deseja estabelecer uma taxa de imposto de 14,62% ​​para revisar os salários dos funcionários da agência referente a 2014, 2019 e 2020. O impacto financeiro esperado é de R$ 50,7 bilhões.

O reajuste proposto é de 4,30% para os servidores e de 4,26% para os membros da Defensoria Pública. Antônio Sérgio Tonet, procurador-geral de Justiça, propõe para o Ministério Público Estadual reajuste de 2,76%, a partir de 1º de maio de 2018, e em 4,94%, a partir de 1º de maio de 2019.

O reajuste proposto é de 4,30% para os servidores e de 4,26% para os membros da Defensoria Pública. Antônio Sérgio Tonet, procurador-geral de Justiça, propõe para o Ministério Público Estadual reajuste de 2,76%, a partir de 1º de maio de 2018, e em 4,94%, a partir de 1º de maio de 2019.

O PL ainda prevê aumento para os servidores da Assembleia de 4,58% retroativo a 1º de abril de 2019.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374