Déficit primário do setor público chega a R$ 131,4 bi em maio

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O setor público registrou déficit primário de R$ 131,4 bilhões em maio. É o que aponta relatório de estatísticas fiscais divulgado à imprensa nesta terça-feira (30) pelo Banco Central.

O Governo Central e os governos regionais tiveram déficits respectivos de R$ 127,1 bilhões e de R$ 4,8 bilhões. As empresas estatais tiveram superávit de R$ 422 milhões.

No acumulado do ano até maio, o déficit primário do setor público é de R$ 214 bilhões, ante superávit de R$ 7 bilhões no mesmo período do ano anterior.

Aprenda a interpretar o cenário dos investimentos com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

No acumulado de doze meses o déficit primário atingiu R$ 282,9 bilhões (3,91% do Produto Interno Bruto).

estatísticas fiscais

Reprodução/BC

Juros nominais

Os juros nominais do setor público somaram R$ 9 bilhões, comparativamente a R$ 34,5 bilhões no mesmo mês de 2019. Contribuíram para essa evolução as reduções na taxa Selic e no IPCA no período. Isto além da trajetória favorável das operações de swap cambial (ganho de R$3,5 bilhões, em maio de 2020, ante perda de R$ 1,6 bilhão, no mesmo mês de 2019).

Nos últimos doze meses, os juros nominais atingiram R$ 355,7 bilhões (4,91% do PIB), comparativamente a R$384,4 bilhões (5,46% do PIB) no acumulado até maio do ano anterior.

O resultado nominal do setor público consolidado, que inclui o resultado primário e os juros nominais apropriados, foi deficitário em R$ 140,4 bilhões em maio. No acumulado em 12 meses, o déficit nominal alcançou R$ 638,6 bilhões (8,82% do PIB), elevando-se 1,33 p.p. do PIB em relação ao déficit acumulado até abril.

Dívida líquida e dívida bruta

A Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) alcançou alcançou R$ 3,983 bilhões (55% do PIB) em maio. O resultado aponta aumento de 2,3 pontos porcentuais do PIB em relação ao mês anterior.

Já Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) alcançou R$ 5.929,1 bilhões em maio. Ela compreende Governo Federal, INSS e governos estaduais e municipais. O resultado equivale a 81,9% do PIB, com aumento de 2,1 pontos porcentuais do PIB em relação ao mês anterior.