Reviravolta: Defesa de Lula desiste de pedido de liberdade no STF

A decisão foi tomada no fim da tarde desta segunda-feira, 6 de agosto. A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não vai mais levar adiante a ação pedindo a suspensão da prisão do ex-presidente ao Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido tinha sido encaminhado para análise no plenário da Corte, mas, por enquanto, não tinha data para o julgamento por parte dos ministros.

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

A defesa de Lula pedia que o STF suspendesse o recurso extraordinário movido contra a condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de segunda instância, que levou o ex-presidente à prisão. Se os ministros fossem favoráveis, a sentença contra o petista, inclusive sua detenção, seria suspensa.

[box type=”info” align=”aligncenter” class=”” width=””]Ao anunciar a desistência da ação, os advogados de Lula alegaram que a decisão foi tomada por causa do despacho do ministro Edson Fachin, que ele sugere que o STF analise também a inelegibilidade de Lula – conforme a Lei da Ficha Limpa – junto com a liberdade. Os advogados deixaram claro que o pedido dizia respeito apenas sobre na liberdade do ex-presidente, e não sobre os direitos políticos.[/box]

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Em resumo, a possibilidade de Lula ganhar liberdade foi “largada de mão” porque o STF poderia declará-lo inelegível já neste momento, ou seja, antes do tempo previsto pelo PT. Condenado a doze anos e um mês de prisão no caso do tríplex do Guarujá, Lula está enquadrado na Lei da Ficha Limpa, sancionada por ele mesmo em 2010. O líder petista está preso há quatro meses na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

[box type=”note” align=”” class=”” width=””]Mesmo virtualmente inelegível, Lula deve registrar sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 15 de agosto.[/box]

O PT definiu que o candidato a vice-presidente na chapa é Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo. O partido também fechou com o PCdoB para que a deputada Manuela D’Ávila assuma a candidatura de vice quando Lula for barrado pelo TSE.

Agora, vamos falar de investimentos?

Comece descobrindo o seu perfil de investidor. Faça o teste aqui mesmo. É rápido e fácil!

[banner id=”teste-perfil”]