Debate democrata: “uma briga de rua de duas horas”

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Facebook

Uma “briga de rua de duas horas”. Assim a Fox News classificou o debate democrata de terça-feira, 25. Segundo o canal, foram três vencedores e quatro perdedores na disputa entre os sete candidatos à vaga na corrida presidencial norte-americana.

No final, nada de novo no cenário político dos EUA. O senador Bernie Sanders continua como favorito, mesmo tendo passado por momentos tensos.

Sanders teve dificuldade em responder a uma série de perguntas sobre socialismo, autoritarismo, armas e como encaixar no orçamento seus programas de saúde e educação. O ponto mais crítico, acreditam os analistas, é explicar como bancar seu carro-chefe, o programa “Medicare-for-all”. Sanders foi acusado de falta de transparência e de se assemelhar ao presidente Donald Trump neste quesito.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Debate democrata: vencedores

Sanders chegou a ser vaiado em uma das respostas e isso o abalou consideravelmente. Mas não recebeu nenhum ataque que o desqualificasse, o que indica que será mesmo o nome Democrata em 2020.

Também teve bom desempenho a senadora Elizabeth Warren, apontada como a que se saiu melhor nas respostas. Mas, ainda assim, longe de alcançar Sanders.

O ex-vice-presidente Joe Biden também foi considerado um “vencedor da noite” porque, como ressalta a Fox, não se comprometeu nas respostas, o que já é uma grande lucro. “O maior adversário de Biden é o próprio Biden”, pregam os analistas do canal.

Debate democrata: perdedores

O ex-prefeito de Nova York Mike Bloomberg teve uma noite particularmente ruim e é apontado como o grande perdedor do debate democrata nos EUA.

Suas piadas e o tratamento deselegante com as mulheres marcaram negativamente o debate. Elizabeth Warren foi para cima do ex-prefeito, ressaltando que “todo dinheiro do mundo não pode esconder quem é Bloomberg”. Para ela, é em vão a tentativa publicitária de transformar o candidato em um nome que valha o voto dos norte-americanos, sendo que na vida real ele não é nada do que é apresentado.

O ex-prefeito de South Bend (Indiana), Pete Buttigieg também “bateu” em Sanders e disse que o partido e os EUA correm riscos com sua eleição. No entanto, tais preocupações não surtiram muito efeito na discussão.

A senadora Amy Klobuchar teve passagem nada relevante, assim como o milionário Tom Steyer.

Leia mais em EuQueroInvestir.com