De Zero a Um: livro ensina que não há fórmula mágica para empreender

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.
1

Foto: De Zero a Um, livro de Peter Thiel

De Zero a Um é um livro que fala sobre empreendedorismo, utilizando como exemplo os casos de sucesso do Vale do Silício, região da Califórnia conhecida pelo surgimento de startups que se tornaram as maiores empresas de tecnologia que temos hoje.

Escrito por Peter Thiel, empresário co-fundador do PayPal e da Palantir Technologies, a obra foca principalmente na inovação como chave do negócio. Para o autor americano, não existe fórmula mágica para o sucesso na hora de empreender, porque isso está diretamente relacionado ao fator inovação.

Thiel é um grande investidor de capital de risco, justamente por acreditar tanto no empreendedorismo. Ele é acionista do Facebook, por exemplo.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

O livro nasceu das anotações de um aluno que assistiu ao curso sobre empreendedorismo ministrado por Peter Thiel em Stanford em 2012. O sucesso das notas foi tanto, que elas se tornaram um Best-Seller.

Do Zero a Um é uma das dicas de leitura recomendada pelos especialistas da EQI Investimentos. Obras que eles leram, gostaram e indicam.

É preciso partir do zero para inovar

De forma muito inteligente e dinâmica, Peter Thiel explica que o “próximo Bill Gates” não criará um sistema operacional. E nem o “próximo Mark Zuckerberg” criará uma rede social.

Copiar as pessoas não é aprender com elas, muito menos criar algo novo. O sucesso dessas pessoas está diretamente atrelado ao fato de elas terem criado coisas que antes não existiam. A ideia não é competir com o que já existe e sim trazer uma nova solução.

Até porque, segundo o autor, quanto mais você compete, mais você se torna parecido com todos os outros. O verdadeiro empreendedor de sucesso não está preocupado em concorrer com adversários. Ele está preocupado em criar algo que revolucione o mercado.

Por isso, o paradoxo de ensinar empreendedorismo é que não é possível ensinar, de forma concreta, como inovar. Cada inovação tem suas próprias regras e contextos. Toda inovação vai De Zero a Um.

Dessa forma, Peter Thiel não apresenta conceitos fechados, mas sim uma maneira de pensar sobre inovação. Sem dar respostas fixas, ensina como fazer perguntas que nos levem a ter criatividade para inovar.

  • Clique aqui para comprar na Amazon o livro Do Zero ao Um 

Crescimento vertical x horizontal

A forma como o negócio é criado define como ele vai crescer. Thiel defende no livro que é possível evoluir com suas empresa de duas formas: horizontal ou vertical.

Na forma horizontal, você melhora produtos ou serviços já existentes. Mas, assim, você pode ser alcançado facilmente por concorrentes, que tendem a te imitar rapidamente, afinal, a margem de diferença não é tão grande.

Já na forma vertical, você cria algo totalmente novo, é disruptivo e seu crescimento é exponencial. Uma distância maior é colocada entre você e possíveis concorrentes. Assim, fica difícil ser alcançada, ainda mais se você constantemente investir em inovação e melhorias.

Ao criar algo que nunca foi feito, ou de uma forma que nunca foi feita e melhor do que qualquer outra, você conquista um monopólio. E, convenhamos, ter um monopólio é o auge do sucesso de um empresário.

A importância do monopólio para ir De Zero a Um

Ao atingir o monopólio, seu lucro é muito maior e pode ser investido em inovação progressiva. Assim, é possível melhorar cada vez mais seu serviço e se manter muito à frente de qualquer possível competidor.

Ao invés de competir acirradamente com concorrentes por pequenas diferenças que logo são copiadas, ao se ter o monopólio, é possível olhar muito adiante.

Peter Thiel defende ainda que a competição destrói os lucros. Afinal de contas, ela faz com que a empresa tenha que se adaptar constantemente às concorrentes, o que toma mais investimento do que o crescimento próprio e calculado da empresa.

Além disso, o autor lembra que o alvo deve ser resolver problemas de pessoas específicas. Saber ler a necessidade das pessoas e elaborar essa solução da maneira mais eficiente e personalizada possível é primordial.