Daycoval (DAYC3) registra lucro de R$ 288,2 mi no 3TRI20, alta de 7,4%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Daycoval

O Banco Daycoval (DAYC3) reportou um lucro líquido de R$ 288,2 milhões no terceiro trimestre de 2020. Os números representam uma alta de 7,4% sobre a base anual.

No acumulado de 2020, o Banco registra lucro de R$ 943,2 milhões, alta de 45,8% sobre mesmo período de 2019.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) foi de 31,3% no período.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Enquanto o retorno sobre ativos (ROAA) recorrente ficou em 2,9%, queda de 0,8 ponto percentual.

A margem financeira líquida atingiu 10,5%, baixa de 1,0 ponto percentual.

Receita cresce 10,7%

A receita de operações de crédito atingiu R$ 1,08 bilhão no período, um aumento de 10,7% na comparação com um ano antes.

Conforme o Daycoval, o resultado é motivado pela manutenção das margens e crescimento da carteira.

A linha de operações de crédito para empresas encerrou o terceiro trimestre com receita de R$ 548 milhões, alta de 20,4% no trimestre e aumento de 14,8% se comparado com mesmo período de 2019.

Já a linha de Consignado encerrou setembro deste ano com receita de R$ 405,4 milhões, redução de 2,3% em relação ao trimestre anterior.

A linha de veículos encerrou o terceiro trimestre de 2020 com saldo de R$ 83,3 milhões.

Crédito

A carteira de crédito ampliada somou R$ 30,94 bilhões, um aumento de 29,5%.

O segmento crédito empresas encerrou com R$ 22,7 bilhões, alta de 27,8 % em comparação ao 2T20 e elevação de 36,5% se comparado com o mesmo período do ano anterior.

O crédito à pessoa física totalizou R$ 8,2 bilhões em junho de 2020, crescimento de 13,3% em doze meses.

Saldo da PDD

O saldo de provisão para créditos de liquidação duvidosa alcançou R$ 1,46 milhões nos nove primeiros meses de 2020, alta de 14,9% nos doze meses e 4,6% no trimestre.

“Importante mencionar que temos R$ 550,7milhõesde provisão adicional incorporado nesse montante. Vale destacar, também, que seguimos com a gestão preventiva e melhoria contínua dos modelos matemáticos, que por sua vez, suportam a qualidade dos nossos indicadores”, ressaltou a Companhia.

O índice de cobertura de inadimplência de 90 dias atingiu 1,9% em setembro de 2020, queda 0,1 p.p. no trimestre e alta 0,2 p.p. na comparação anual.

“Quando analisamos os indicadores de créditos vencidos há mais 60 e 90 dias observamos tendência de piora dos índices durante o 3T20”, informou o Daycoval.