Dasa (DASA3) prepara re-IPO de R$ 5 bilhões

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação Dasa

O laboratório de diagnósticos Dasa (DASA3) está prestes a fazer uma nova oferta de ações ao mercado, com o objetivo de captar R$ 5 bilhões.

Segundo informou o Brazil Journal, a oferta é o equivalente a um re-IPO. Isso por que a Dasa já é listada na Bolsa de Valores, mas só possui 2,5% do total de suas ações no mercado.

Assim, com a nova oferta, o free float subiria para 10%.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a opções de investimentos de acordo com seu perfil. Invista em suas Escolhas

A oferta ainda está sendo preparada, e a Dasa deve se encontrar com investidores esta semana para discutir detalhes da proposta.

A expectativa é retornar ao Novo Mercado, maior índice de governança da B3.

A oferta será primária. Ou seja, com recursos destinados ao caixa da empresa. Assim, o objetivo é voltar a crescer no setor hospitalar, com foco em resolver a fragmentação e o desperdício que explodem os custos de saúde privada, segundo o Brazil Journal.

A oferta será coordenada por Bradesco, BTG Pactual, Bank of America e Credit Suisse.

Os recursos vão chegar em um momento estratégico para a empresa. Isso porque a Dasa incorporou a Ímpar, rede de hospitais que tem os mesmos acionistas controladores, mas não pertencia à companhia de laboratórios. Em dezembro, comprou o Grupo Leforte, sua maior aquisição, no valor de R$ 1,77 bilhão. O Leforte tem três hospitais e cinco clínicas.

Dasa confirma estudo de proposta

Em comunicado emitido nesta terça-feira (2) a Dasa confirmou que está em análise a possibilidade de uma eventual oferta pública com esforços restritos de distribuição de ações, com a potencial listagem da companhia e admissão de suas ações no segmento especial do  Novo Mercado.

A empresa destaca que não há qualquer decisão tomada acerca da efetiva realização da Potencial Oferta e da Potencial Listagem, as quais estão sujeitas, entre outros fatores, à obtenção das aprovações societárias pertinentes, às condições políticas macroeconômicas favoráveis e ao interesse de investidores.

Por fim, a Dasa diz também que não há definição sobre volume a ser captado, preço por ação e outros detalhes da oferta.