Cyrela (CYRE3) tem queda nas vendas; Cury (CURY3) tem alta de mais de 100%

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.

Crédito: Reprodução Cyrela/Divulgação

A Cyrela (CYRE3) divulgou nesta quarta-feira (13) a prévia de seus resultados operacionais do 3º trimestre de 2021.

As vendas líquidas contratadas neste trimestre somaram R$ 1,366 milhões, valor 20% inferior ao registrado no 3T20 (R$ 1,712 milhões). 

No ano, as vendas contratadas atingiram R$ 3,956 milhões, sendo 29% superior ao mesmo período de 2020.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A participação da companhia nas vendas contratadas foi de 91% no 3T21, em linha com os 91% do 3T20.

No ano, a participação Cyrela nas vendas foi de 88% vs. 87% em 2020

Em relação às demonstrações contábeis, 94% das vendas líquidas do trimestre serão reconhecidas via consolidação. Já 6% foi via método de equivalência patrimonial.

Das vendas líquidas realizadas no  trimestre, R$ 195 milhões se refere à venda de estoque pronto (14%), R$ 440 milhões à venda de estoque em construção (32%) e R$ 730 milhões à venda de lançamentos (53%).

Dessa  forma, a Cyrela atingiu uma velocidade de vendas (VSO) de lançamentos de 33,2% no trimestre.

Cury atinge R$ 2 bi em vendas e lançamentos

A Cury Construtora (CURY3), que atua nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e em Campinas, divulgou uma prévia de seus resultados operacionais do terceiro trimestre de 2021 (3T21) em comparação ao mesmo trimestre do exercício anterior (3T20) e, eventualmente, ao segundo trimestre de 2021 (2T21). 

A Cury alcança o VGV (vendas contratadas brutas) de R$ 682,4 milhões no 3T21, crescimento de 66,3% ante o 3T20.

O preço médio de vendas registrado no 3T21 foi de R$  219,6  mil, representando crescimento de 14,1% em relação ao 3T20.

Tomando como base o período acumulado nos nove primeiros meses do ano, o VGV vendido foi de R$ 2 bilhões, indicando alta de 107,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A velocidade de vendas, medida pelo indicador de Vendas Sobre Oferta (VSO), no  acumulado dos últimos 12 meses, foi de  74%, melhor índice já registrado pela companhia.

No 3T21, a VSO foi de 45,2%, registrando uma queda de 1,2 p.p. na comparação com o 3T20.

A Cury encerrou o terceiro trimestre de 2021 com estoque de  R$ 827,1 milhões de VGV, sendo 97,5% representado por unidades lançadas de obras não iniciadas ou unidades em construção, e apenas 2,5% de unidades concluídas, representando 3,1% das vendas líquidas do trimestre.

Melnik tem queda na venda de estoque em relação ao ano passado

A Melnik (MELK3), construtora e incorporadora focada na região Sul, informou seus dados preliminares relativos ao 3T21.

As vendas brutas e líquidas correntes, referentes ao período, somaram respectivamente R$ 108 milhões e R$ 99 milhões.

As vendas de estoque chegaram a R$ 74 milhões este ano contra R$ 121 milhões no ano anterior; as vendas de lançamentos também caíram.

No 3T20 foi de 39% e agora chegou a 21% em relação ao mesmo período.

As vendas em relação aos nove meses de 2021 e 2020 também caíram.

Even tem queda nos números do 3T21

As vendas líquidas da Even Construtora (EVEN3) totalizaram R$ 329 milhões (R$ 277 milhões % Even), um número menor em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 480 milhões).

A VSO consolidada do trimestre foi de 11%, sendo 18% a VSO de lançamentos.

Os distratos totalizaram R$70 milhões, sendo R$ 54 milhões % Even, representando 16%  das vendas brutas. Este valor também está em queda em relação ao ano passado (R$ 88 milhões).

Lavvi aprova distribuição de dividendos

A Lavvi Empreendimentos Imobiliários (LAVV3) divulgou a aprovação da distribuição de dividendos de R$ 120 milhões.

A companhia divulgou ainda que foram mais de R$ 2,7 bilhões em VGV potencial de áreas adquiridas desde o IPO, culminando em um land bank que hoje supera os R$ 4,2 bilhões.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo