CSN (CSNA3) protocola oferta pública de ações da CSN Mineração

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Facebook / CSN

A CSN (CSNA3) protocolou nesta segunda-feira (19) pedido de registro de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias de emissão da sua controlada, CSN Mineração.

De acordo com a empresa, a Oferta foi aprovada em assembleia geral de acionistas e em reunião do conselho de administração da CSN Mineração, ambas realizadas em 15 de outubro de 2020.

Conforme a companhia, os recursos levantados na tranche primária serão direcionados para execução de seus projetos de expansão, tais como o projeto Itabirito P15 e os Projetos de Recuperação de Rejeitos de Barragem
Pires e Casa de Pedra.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

A companhia irá aderir ao segmento especial de listagem do Nível 2 da B3.

O preço e a quantidade de ações a serem ofertadas serão definidos após procedimento de coleta de intenções de investimento.

Por fim, a CSN informou que oferta está sujeita às condições de mercado e concessões de registros.

Lucro bilionário

A CSN registrou um lucro líquido R$ 1,261 bilhão no terceiro trimestre de 2020, revertendo o prejuízo de R$ 870,6 milhões no mesmo período do ano passado

O desempenho foi puxado pela valorização das ações da Usiminas que gerou ganho sem efeito caixa de R$ 537 milhões.

O Ebtida ajustado somou R$ 3,506 bilhões, uma elevação de 124%.

Enquanto a margem Ebtida ajustado ficou em 39%, baixa de 13,9%.

A receita líquida totalizou R$ 8,7 bilhões no período, um aumento de 45% sobre o mesmo período de 2019.

Rede D’Or São Luiz adquire Clínica São Lucas, em Macaé (RJ)

A Rede D’Or São Luiz anunciou que celebrou instrumentos definitivos para a aquisição de participação acionária
representativa de 100% da Clínica São Lucas.

A clínica fica localizada no município de Macaé, norte do Estado do Rio de Janeiro e conta com 55 leitos instalados.

O valor atribuído ao ativo (enterprise value) é de R$ 67,2 mil, dos quais serão abatidos as dívidas existentes, já tendo sido consumada a aquisição pela companhia de participação de 75% na Clínica São Lucas, devendo a aquisição dos 25% remanescentes ocorrer após a obtenção de autorização judicial (por ser de titularidade de um espólio).