CSN (CSNA3) divulga projeções para 2021 e 2022

Matheus Gagliano
Jornalista formado em 2007. Possui mais de 15 anos de experiência em jornalismo econômico e corporativo. Passou por veículos especializados como Brasil Energia e Canal Energia e pelo Jornal do Commercio, do Rio de Janeiro. Além de passagens por veículos como Record TV do Rio, jornal O Dia e Diário Lance.
1

Crédito: Reprodução / Facebook / CSN

A CSN (CSNA3) divulgou suas projeções financeiras e operacionais para este ano e 2022. Também estão incluídos dados para o período entre 2022-2026.

Para o ano que vem, a empresa pretende atingir alavancagem abaixo de 1 vez no fechamento do balanço anual de 2021.

Para este ano, a siderúrgica manteve projeção de dívida líquida de aproximadamente R$ 15 bilhões. O volume de produção passa de um patamar entre 36 milhões a 37 milhões de tonelada para 39 milhões e 41 milhões de toneladas para 2022.

O custo caixa de mineração deve ficar em cerca de US$ 19/t neste ano. Para o ano seguinte, deve cair para US$ 18/t em 2022.

Por sua vez, os investimentos em expansão da mineração devem encerrar 2021 em aproximadamente R$ 560 milhões. Montante esse que pode chegar a R$ 12 bilhões entre 2022 e 2026.

Em siderurgia, a previsão é de volume de vendas de aço de 5,158 milhões de toneladas em 2021 e de 5,104 milhões de toneladas no ano que vem.

Por fim, a projeção de investimentos para a siderurgia é de cerca de R$ 1 bilhão neste ano e de R$ 6,3 bilhões no período entre 2022-2026.

Petrobras (PETR3; PETR4) investirá R$ 30 milhões em primeira fase de apoio a GLP social

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou que investirá R$ 30 milhões na primeira fase do programa de apoio social à famílias em condição de vulnerabilidade social com botijões de gás liquefeito do petróleo (GLP). O programa total prevê investimentos de R$ 300 milhões para aplicação até o fim de 2022.

A companhia aprovou então a entrega de 300 mil auxílios para aquisição dos botijões. Para este ano, foram aprovadas duas linhas de ações, que beneficiarão 300 mil famílias. Na segunda linha de ação, serão contempladas 210 mil famílias.

Ser Educacional (SEER3) avalia incorporação do Fase

A Ser Educacional (SEER3) informou que irá levar para avaliação em assembleia geral extraordinária (AGE) a incorporação do Centro Educacional e Desportivo Fase, em Olinda (PE). Esta é uma empresa que atua no ensino superior de Pernambuco, cujo capital social é inteiramente detido pela Ser Educacional.

A incorporação não irá resultará em aumento de capital da Ser. Porém, os investimentos que a empresa possui no Fase serão cancelados e serão substituídos por ativos e passivos constantes desta última.

Bradesco (BBDC4) lança plataforma nos EUA

O Bradesco (BBDC4) está lançando nos Estados Unidos, a plataforma Bradesco Invest US. O objetivo é democratizar o acesso a ativos do exterior estrangeiros com a mesma facilidade de uma conta local. A ideia é atender brasileiros e o público latino-americano.

Copel (CPLE6) informa redução de participação da BlackRock

A Copel (CPLE6) informou que recebeu correspondência da BlackRock sobre alteração da participação acionária da gestora norte-americana. Esta passou a deter 4,12% em ações, equivalendo a 69.149.721 de papéis.

Além disso, passou a possuir ainda 322.948 instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações PNB com liquidação financeira, representando aproximadamente 0,01% do total.

Randon (RAPT4) e Fras-Le (FRAS3) lançam empresa especializada em nióbio

A Randon (RAPT4) e sua subsidiária Fras-Le (FRAS3) juntam forças e lançam a Nione, especializada em estudar aplicações do nióbio para diversas indústrias, de acordo com o Estadão.

O material amplia durabilidade e diminui o peso. Atualmente, o Brasil é responsável por 90% da produção mundial do metal.

Iochpe-Maxion (MYPK3) fornecerá rodas para carros elétricos nos EUA e Europa

A Iochpe-Maxion (MYPK3) irá fornecer rodas para carros elétricos na Europa e nos EUA a partir do ano que vem.