Criptomoedas devem ser declaradas no imposto de renda?

Suelen de Paula
Jornalista e escritora. Apaixonada por livros, filmes, cultura, e, surpreendemente, maravilhada pelo mundo do agronegócio também.
1

Com um novo ano, chega aquela época do ano em que é necessário fazer a declaração dos impostos. Porém, esse é sempre um momento de muitas dúvidas. Uma delas é: criptomoedas devem ser declaradas no imposto de renda? A resposta é sim, elas devem ser declaradas. Entenda melhor o porque ao decorrer deste texto.

As criptomoedas devem ser declaradas

O motivo para as criptomoedas serem declaradas no imposto de renda é muito simples: elas possuem o mesmo valor que um ativo financeiro. Ou seja, a Receita Federal ainda enfatiza que, emboras elas não tenham uma cotação fiscal – já que não há um órgão que controle a sua emissão e nem regras de conversão para propósitos tributários -, as operações devem ser comprovadas com documentação legítima.

Como declarar?

De acordo com informações da Foxbit, exchange de criptomoedas do Brasil, esse tipo de declaração deve ser realizada na aba “Bens e direitos”, no código “99 – Outros bem e direitos”. Ainda é importante lembrar que esse bens devem ser informados pelo valor da aquisição e não pelo valor atual de mercado.

A Foxbit orienta também que é importante colocar o máximo de informações possíveis no campo “Discriminação”. Dados como quantidade, corretora, cotação do dia e entre outras informações. Isso pode evitar que a sua declaração caia na malha fina por falta de informações ou má interpretação dos dados inseridos.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374