Cresce o uso de cartões de crédito e débito entre os brasileiros

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Quem aí já se viu em apuros ao se deparar com a carteira vazia em lugares que não aceitam cartão? Acredito que muitos de vocês já passaram por isso. É fato! Vem crescendo o número de brasileiros que preferem pagar as contas nos cartões de crédito ou débito. Foi o que comprovou a pesquisa feita pela Banco Central, divulgada nesta quinta-feira (19).

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]Segundo a pesquisa, 60% das pessoas que foram entrevistadas afirmaram que usam o dinheiro com mais frequência. A porcentagem parece alta, mas baixou 18% se comparada com a mesma pesquisa feita em 2013. Na época, 78% dos entrevistados responderam que preferiam usar dinheiro no dia a dia.[/box]

O estudo do Banco Central apontou ainda que, 4% das pessoas que responderam o questionário disseram que nesse ano, não usaram dinheiro e moedas nenhuma vez para compras. Já em 2013, 100% afirmaram que usaram dinheiro pelo menos uma vez ao longo do ano.

Falando em cartões de crédito e débito, aí sim a preferência subiu.

[tie_list type=”checklist”]

  • 9% dos entrevistados disseram que preferiam usar o cartão de DÉBITO em 2013. Neste ano, 22% afirmaram que usam o débito com frequência.
  • 12% dos entrevistados disseram que preferiam usar o cartão de CRÉDITO em 2013. Neste ano, 15% afirmaram que usam o crédito com frequência.

[/tie_list]

A pesquisa do Banco Central ouviu 2 mil pessoas em abril deste ano. Foram entrevistadas pessoas de variadas profissões e funcionários do comércio, que trabalham como caixa.

A preferência por dinheiro, cartão de crédito e muda conforme o valor das compras. Conforme a pesquisa, quando o valor é até R$ 10, 88% dos entrevistados disseram usar dinheiro, 9% pagam no débito e 2% no cartão de crédito.

Quando o valor das compras passa de R$ 500, o cartão de crédito é o meio mais usado (43%). Outros 18% preferem pagar no débito e, 31% no dinheiro.

Uma pausa para o teste de perfil!

Já que o assunto é dinheiro, que tal pensarmos no seu investimento? De forma rápida, fácil e de graça, você consegue descobrir o seu perfil de investidor aqui mesmo no site.

[banner id=”teste-perfil”]

Moeda, para que te quero?

Um dado que chamou atenção na pesquisa é sobre as moedas. Em cada quatro brasileiros, um prefere guardar as moedas ao invés de gastá-las.

[tie_list type=”starlist”]

  • 26% dos entrevistados guardam as moedas em casa
  • 54% carregam na carteira para eventualidades
  • 10% deixam no carro para pequenos pagamentos e doações

[/tie_list]

Segundo o Banco Central, o país tem mais ou menos 8 bilhões de moedas atualmente fora de circulação, ou seja, guardadas nos famosos “porquinhos”.

O que fazer agora

O primeiro passo sempre será conhecer seus limites, sua tolerância a risco. Não entender seus próprios limites pode levá-lo a tomar as piores decisões com seus investimentos.

Por este motivo, sugerimos que todo investidor - experiente ou iniciante - conheça seu perfil. Se busca obter ganhos mais altos aceitando certa volatilidade ou se prefere maior segurança com retornos garantidos.

Entender mais profundamente o seu perfil como investidor e seus objetivos quanto a prazos de investimentos é uma tarefa um pouco mais sofisticada. É preciso considerar histórico como investidor, fatores pessoais e até profissionais que um teste da internet não considera.

Nossa equipe pode te ajudar a avaliar seu perfil de investidor.

O primeiro passo é uma conversa de 5 a 10 minutos com um membro da nossa equipe para levantar as primeiras informações e então agendar a conversa com um especialista no mercado de Investimentos.

É ele quem vai se aprofundar no seu histórico como investidor, seu momento de vida, seus planos futuros e então te indicar para produtos recomendados para seu perfil de investidor.

Confirme seus dados no formulário abaixo e nossa equipe vai entrar em contato com você para fazer a avaliação de seu perfil de investidor e bater com sua atual carteira de investimentos.