ATENÇÃO! Siga as instruções abaixo para agendar uma conversa gratuita com um assessor de investimentos

Obrigado por suas informações.

Já recebemos e vamos analisá-las o quanto antes. Por isso fique atento:

Um assessor de investimentos ligará para você em até 48h.

(Excluindo fins de semana e feriados.)

Antes de começar eu sei que, quando o assunto é dinheiro, é mais do que normal ficarmos um pouco “desconfiados”. Até natural, eu diria.

Afinal, é do seu dinheiro que estamos falando, certo?

Você tem mais que razão de tratar ele com todo cuidado.

Justo por isso que coloco aqui todas informações e os próximos passos do processo.

Peço como um favor que você leia antes de falar com o seu assessor.

Você irá encontrar aqui informações importantes sobre nosso trabalho, corretoras, assessores e, principalmente, sobre seus investimentos.

Aqui então os próximos passos:

  1. Primeiro, precisamos que você leia as informações abaixo antes de falar com seu assessor. Há informações importantes que você precisa saber antes de começar a investir;
  2. Em seguida, vamos avaliar tudo que você nos enviou. Para ver qual o seu perfil e qual o assessor indicado pra te ajudar;
  3. Depois enviaremos seus dados e telefone ao assessor de nossa escolha. (Esse é um serviço sem custo algum pra você. Explico por que logo abaixo);
  4. O assessor ligará pra você no seu celular;
  5. E depois com ele, você combinará os próximos passos de acordo com as suas necessidades.

Ele estará lá pra ajudar você no que for preciso.

Escolher os melhores investimentos… Traçar um plano financeiro… Abrir uma conta em uma corretora… etc.

Tudo o que você precisar, conte com ele e com a gente pra te ajudar.

Por Favor Leia Isso Antes De Falar Com O Seu Assessor

Antes de falar com o seu assessor, por favor leia as informações abaixo.

Quero passar pra você informações importantes como:

  • O que é e o que faz uma corretora;
  • Por que escolhemos trabalhar com a XP Investimentos;
  • Quem é e como um assessor de investimentos pode te ajudar a aumentar seu patrimônio.
  • Por que um assessor não tem custo algum para você (é a corretora que paga);
  • E como conseguir investimentos muito melhores que os que você tem acesso em seu banco.

Tudo para que você tenha segurança e tranquilidade na hora de investir.

Aqui Porque Nunca Indicamos Investir Seu Dinheiro Através Do Seu Banco.

Isso não deve ser surpresa pra você agora. Mas para garantir caso alguém pulou a seção anterior:

Nós nunca indicamos que você invista seu dinheiro através do seu banco.

Por quê?

Mais de um motivo:

  • Primeiro, seu banco possui uma gama limitada de investimentos—os seus próprios. Esses podem ou não ser os melhores;
  • Segundo, os bancos são mais tendenciosos a indicar planos mais benéficos ao banco. Por quê? Porque enquanto você pensa na sua aposentadoria, seu gerente está pensando na meta do mês. E isso não é bom;
  • Terceiro, bancos dificultam o acesso às informações. Tente achar quanto um fundo rende e quanto você paga em taxas. Muitas vezes, você só consegue com ferramentas e sites de terceiros. Fora a pesquisa e entrelinhas que você precisa ler para ter todos fatos;
  • Quarto, além disso, eles também não mostram o rendimento líquido real dos seus investimento.

Agora, você entende o que isso significa?

Talvez você não perceba em um primeiro momento o quanto você perde ao investir através de um banco.

É muito pior e muito mais do que você imagina.

Qual então é o caminho recomendado?

Antes de mais nada, informar-se.

Fazer o que você está fazendo agora. Aprender sobre cada artimanha e taxas que não contam para você.

Em seguida, recomendo investir através de uma corretora.

É uma forma de investir muito mais transparente. Você sempre sabe seu rendimento líquido e possíveis taxas que irá pagar.

O Que É E O Que Faz Uma Corretora?

Uma corretora de valores é uma empresa que atua no sistema financeiro. Sua função é intermediar as negociações de compra e venda de títulos financeiros no mercado.

Elas atuam em diversas áreas:

Bolsa de Valores, renda fixa, fundos de Governos, fundos de bancos, e tantos outros.

Se você quiser operar na Bolsa, você o fará através de uma corretora.

Se fizer um investimento, você também precisa de uma corretora.

Muitos não sabem, mas uma corretora tem acesso aos mesmos investimento que seu banco tem. Seja CDBs, Fundos DI, LCIs, LCA, LCs, fundos de renda fixa, de renda variável, etc.

E caso você não conheça alguns desses tipos de investimentos, fique tranquilo:

Em seguida explico todos eles em detalhes. Mostrarei as vantagens e desvantagens de cada um. E também como conseguir rendimentos muito maiores do que seu banco oferece.

Se você hoje não tem uma corretora, a que confiamos e recomendamos é a XP Investimentos.

Quem É A XP Investimentos E Por Que A Recomendamos?

Talvez você já tenha ouvido falar dela. Afinal, seu crescimento é tão forte que o Itaú comprou 49,9% da corretora por R$ 6.3 bilhões.

O motivo?

Medo.

Medo do que o Estadão chama da desbancarização do país. Uma migração em massa de investidores buscando melhores retornos e mais transparência.

Notícia do Estadão sobre a desbancarização do sistema financeiro brasileiro. Mudanças assim que assustam os grandes bancos

“Se não pode vencê-los, junte-se a eles.”, certo?

Eles precisavam garantir seu lugar no mercado.

Agora, fique tranquilo. A XP continua a atuar independentemente do Itaú.

Continuam a colocar os seus interesses como a prioridade número #1.

Foi só uma ação do próprio Itaú para tentar se proteger de um movimento sem volta.

O que chamou a atenção do Itaú para tal compra, foram os números. E aí a XP se destaca:

  • São mais de 500.000 clientes ativos;
  • Mais de R$ 125 bilhões em investimentos sob custódia;
  • Mais de 15 anos de experiência no mercado;
  • Além de fazer parte do grupo de investimentos General Atlantic. Esse é o mesmo grupo que investe em empresas como o UBER, Airbnb e Decolar.com.
  • E por último, possui um excelente Net Promoter Score (NPS) de 63.

O NPS é um número que responde a uma simples pergunta:

Em uma escala de 0 a 10, o quanto você recomendaria essa empresa para um amigo ou colega?

Resultados acima de 50 são considerados excelentes.

Para efeitos de comparação, veja a nota de outras empresa conhecidas:

  • Santander 16;
  • American Express 52;
  • Adidas 49;
  • Nike 32;

Ou seja, é a maior prova dos serviços e trabalho de qualidade:

São os próprios clientes que recomendam a corretora para amigos e parentes.

Mas… se é tão melhor investir através de uma corretora… por que tanta gente ainda investe através de bancos?

Afinal…

  • Bancos vão cobrar mais…
  • Vão esconder as suas taxas de administração…
  • E nunca revelam seu lucro líquido real de uma maneira fácil (Cabe sempre a você descobrir todas taxas, e calcular por conta própria)…

Um grande esforço e perda de tempo.

Por que fazem isso? E por que tantos ainda têm seu dinheiro em bancos?

A resposta está em uma palavra:

Comodismo.

R$ 4 De Cada R$ 5 Está Na Mão De Só 5 Grandes Bancos—E Isso É Péssimo Para Nós Investidores

Segundo o portal UOL, os 5 maiores bancos do Brasil tem em mãos R$ 4 de cada R$ 5 movimentados no país. Ou seja:

De acordo com o Portal UOL, R$ 4 de cada R$ 5 estão nas mãos de só 5 grandes bancos brasileiros (Fonte: UOL Economia)

80% do dinheiro está na mão de só 5 bancos.

72,7% na mão de só 4.

São eles: Itaú, Bradesco, Santander, Caixa e Banco do Brasil.

Os 20% restantes se dividem entre 150 instituições diferentes.

O próprio Fundo Monetário Internacional, o FMI, já diz:

“A concentração no Brasil é maior do que a média encontrada em outros países.”

É uma posição cômoda. E essa faz com que bancos possam abusar de sua posição. Sabem que terão sempre mais clientes batendo em suas portas.

Ou era isso o que acontecia até bem recentemente.

Com calma, esse panorama começa a mudar.

Segundo o Banco Central, os 4 maiores bancos controlam 72,7% de toda movimentação financeira do país

Ainda assim, o fato permanece:

Qualquer operação financeira será através de uma corretora.

Pode ser a do banco, ou uma independente. Mas será por uma.

Por isso é tão importante a escolha da sua.

Para que uma corretora possa operar no Brasil, ela também precisa passar por um complexo sistema de aprovação.

Primeiro, sua constituição depende do Banco Central do Brasil (BACEN).

É ele que autoriza a criação de toda e qualquer corretora.

Mas só isso não é suficiente.

Depois a corretora ainda precisa ser aprovada pela CVM, que é a Comissão de Valores Mobiliários. Órgão que regulariza e rege todas movimentações financeiras no Brasil.

Só depois de tudo isso é que uma corretora pode movimentar seu dinheiro.

Explico isso para você entender a segurança que você tem ao investir com uma corretora.

É algo bastante regulamentado. Para proteger o investidor.

O Dinheiro Está Sempre Sob Seu Controle… Nunca Da Corretora

Para garantir que isso esteja claro quero que você entenda:

A corretora é somente um intermediário.

Alguém que liga você aos melhores investimentos.

No entanto, os investimentos em si, estão sempre sob o seu controle. Como? Ao serem ligados juridicamente ao seu CPF.

Seu dinheiro estará 100% protegido.

Isso porque ele está sob o seu CPF. E não dentro da corretora em si.

Independente do que acontecer com a corretora, o dinheiro segue sendo seu. Sempre atrelado ao seu CPF.

É como se por exemplo você acessa-se o seu email eletrônico do seu celular, e depois do seu computador.

Caso aconteça algo com qualquer um dos dois, você não perde seu e-mail. Ele continua lá no servidor, na nuvem.

Basta você acessar de outro lugar e o abrir de novo.

Por Que Investir Através De Uma Corretora?

Para você investir seu dinheiro, há três envolvidos:

  1. Os Agentes Autônomos de Investimentos (ou Assessores de Investimentos). São eles que trabalham com você para indicar os melhores investimentos;
  2. As Corretoras. São as que intermediam todas negociações;
  3. E os bancos, governos e outras fontes de investimentos. São quem criam e oferecem diferentes investimentos ao mercado.

Investindo através de bancos, você só tem acesso a alguns poucos investimentos.

Já com corretoras, há muito mais opções.

Porque elas podem trabalhar com todos bancos. E de cada banco, elas podem pegar os melhores investimentos.

E os assessores, por sua vez, têm acesso a todas instituições financeiras.

Ele então escolhe uma e trabalha com aquela, com exclusividade. Mas ele está aberto a escolher qualquer uma que ele queira se filiar.

A que ele acredita mais. A que ele conhece as pessoas. A que ele confia.

E aquela que ele acredita que trará mais resultados.

Veja um exemplo.

R$ 41.726,29 A MAIS… Só Por Investir Por Uma Corretora Ao Invés De Um Banco

Suponha que você tenha de R$ 100 a 200 mil para investir.

Se você aplicar através de um banco, será muito difícil conseguir sequer 90% do CDI.

Obs.: O CDI é uma taxa usada para comparar todos investimentos. Explico em mais detalhes a seguir.

Já em uma corretora é outra história.

Começando com R$ 5.000, você consegue algumas vezes até 130% do CDI.

É um rendimento 36,8% maior do que no seu banco.

Veja a diferença que isso faz no seu rendimento:

Investindo R$ 100.000 em um CDB do seu banco, a 90% do CDI, em 10 anos você teria R$ 163.432,56.

Já através da sua corretora, você teria R$ 205.158,85.

Uma diferença de R$ 41.726,29.

Se você conseguir uma aplicação a 150% do CDI, então o valor já pula para R$230.231,71.

Uma diferença agora de R$ 66.799,15.

De R$ 41 a 66 mil de diferença no seu retorno só por aplicar seu dinheiro através de uma corretora, e não pelo seu banco.

Acesso A Uma Maior Quantidade De Investimentos

Se você vai direto a um banco, você tem só uma pequena parcela de investimentos disponíveis para investir.

Indo em uma corretora, já melhora um pouco. Porque essa pode trabalhar com diferentes bancos ao mesmo tempo.

Inclusive, isso é até recomendado.

Você assim tem seu dinheiro protegido e garantido pelo governo. Assim como vimos na seção sobre o Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Esse garante até R$ 250.000 em crédito por banco, com um limite de R$ 1.000.000 (1 milhão) no total em caso de uma quebra sistêmica.

Por último, trabalhando com assessores de investimentos, você tem acesso a todas essas instituições financeiras…

Esses por sua vez tem acesso a todos bancos…

E com isso, você acaba tendo acesso a quase todos investimentos.

Percebe que quem mais ganha com isso é você?

Há Algum Risco Investindo Através De Uma Corretora?

O único risco que você corre é o risco que vem junto com qualquer investimento.

Fora isso, não há risco algum.

É a mesma coisa como se você investisse através do seu banco. Por quê? Porque o dinheiro nunca fica nas mãos da corretora em si.

Todos seus investimentos estão sempre sobre seu CPF.

Se alguma corretora quebrar, não importa — o dinheiro continua sobre sua custódia. Esse é conectado através do seu CPF.

Por isso que não há riscos de se investir através de uma corretora.

Além disso, há uma grande vantagem ao se investir através de uma corretora.

Uma que seu banco não oferece. E mesmo que oferecesse, não seria uma boa ideia, Por todos motivos apresentados acima.

A vantagem de se investir através de uma corretora é que você conta com a ajuda de um Assessor de Investimentos. E o melhor:

Sem custo extra algum para você.

Deixa eu explicar como funciona.

Por Que Recomendamos A Ajuda De Um Assessor De Investimentos

Um Assessor de Investimentos é também conhecido como um Agente Autônomo de Investimentos (AAI).

É ele que irá ajudar a traçar um plano financeiro com você.

A sentar com você e definir o plano certo para o seu futuro.

Aquele que torne seus objetivos em passos claros para chegar lá.

Ao invés de pensar “como bater a meta do mês”, ele vai pensar como você pode ganhar mais dinheiro.

Como você pode ter mais valor do trabalho que ele presta.

Como você pode ter mais tempo livre, ao invés de ler contratos com fontes miúdas.

Você tem tudo isso sempre lidando com transparência.

Confiança e tranquilidade em saber que o que está escrito ali, é realmente o que quer dizer.

Parece quase absurdo ter que falar isso, mas hoje em dia uma transparência assim é algo raro.

Conforme já falamos, pediremos para um assessor ligar para você em até 48h, é só esperar.

O Que Faz Um Assessor De Investimentos? Como Ele Pode Te Ajudar?

Um Assessor de Investimentos é alguém que ajuda você com seus investimentos. A criar um bom plano para se obter uma melhor rentabilidade. E com isso, alcançar sua liberdade financeira..

É alguém que:

  • Estará a sua disposição para tomar importantes decisões sobre seus investimentos e finanças;
  • Que trabalha por você. Estudando e traduzindo todas mudanças na economia que podem afetar seus investimentos;
  • Que senta do seu lado e bola junto com você um plano específico para seu perfil e objetivos.

E entenda isso: não é qualquer pessoa que pode se tornar um assessor de investimentos. Não é como um consultor ou um coach, onde basta você se chamar assim e pronto—você acaba de virar.

Assessoria de investimentos no Brasil é uma profissão bastante regulamentada.

E com razão.

Para atuar como assessor de investimentos, você precisa estudar muito e passar na prova de certificação da Ancord. Depois você precisa ter seu registro aceito na CVM (Orgão que regula o mercado financeiro).

Nessa, você precisa acertar ao menos 70% das perguntas para ser aprovado.

E entenda, eu não estou reclamando disso—pelo contrário!

Eu acredito que tem que ser assim. Não esperaria menos. Afinal, é com o seu futuro e patrimônio que estamos lidando, certo?

É o mínimo de formação que se espera.

Na verdade eu conto isso aqui para que você entenda o que acontece por trás.

Quando alguem se identifica como Assessor de Investimentos, isso tem um respaldo. Tem uma importância. Tem credibilidade.Tem uma importância. Tem credibilidade.

O Assessor De Investimentos Trabalha Sozinho? Como Funciona?

Ao investir através de uma corretora, você tem:

Um assessor para te ajudar a escolher os melhores investimentos…

E mais uma estrutura e equipe inteira por trás da própria corretora.

É essa equipe inteira que irá estudar e analisar todo mercado. Avaliar os melhores investimentos. Decidir as melhores carteiras de investimentos para cada perfil.

Depois, cabe ao seu assessor pegar essa base e, junto com você, definir a sua carteira personalizada.

Você entende o que isso significa?

Significa que você tem a ajuda personalizada de um assessor. Alguém pra te ouvir e entender em detalhes os seus objetivos…

E ao mesmo tempo as recomendações e análises de uma equipe inteira que trabalham por trás, na corretora em si.

É o melhor dos 2 mundos.

Análise criteriosa de recomendações… aliados a uma personalização ao seu perfil.

Você Precisa De Um Assessor De Investimentos?

Isso depende de cada um.

Precisar, você não precisa.

Você pode investir por conta própria sem problemas algum. Até, isso é importante que você saiba:

Um assessor de investimentos nunca… repito… NUNCA, toma qualquer decisão ou ação sem você.

Ele sempre irá consultar e pedir sua autorização antes de fazer qualquer coisa.

Digo isso para que você fique tranquilo.

Para que você entenda o que acontece quando você trabalha ou “associa um corretor à sua conta”.

Ele nunca irá e nem pode fazer nada por conta própria…

E ele sempre pedirá sua autorização.

Só para deixar claro isso.

Hoje, muitos acabam optando por ter um assessor para ajudar. Para economizar tempo. Para conseguir melhores rentabilidades.

Afinal, você terá alguém que passa o dia inteiro lendo e estudando sobre o assunto.

Alguém que irá atrás dos melhores investimento para você e seu perfil.

E isso tem muito valor.

Todo o tempo que você teria que dedicar a isso, você agora tem livre. Para usar como você bem entender. Descansar, viajar, praticar algum esporte, etc.

Esses vão dar a atenção certa a você. Bolar um plano junto para atingir seus objetivos e conseguir uma melhor rentabilidade.

Logo mais falamos sobre isso.

Antes preciso explicar algo a você. Explicar porque, na maioria das vezes, assessores não cobram nada de você.

E se não fazem isso, como então eles ganham dinheiro?

Por Que Você Tem Direito A Um Assessor Sem Custo Extra Algum?

Assessores financeiros trabalham para corretoras. E são essas que pagam por seu trabalho.

Por isso que você não precisa pagar nada para ter uma assessoria.

A assessoria já é algo que você tem direito ao aplicar o seu dinheiro.

Por que?

Porque o que mais interessa em uma corretora é que você ganhe dinheiro. Porque ao ganhar, você talvez invista mais e assim todos crescem e ganham juntos.

O assessor será a sua ponte entre a corretora e suas decisões.

Lembrando que todas decisões passarão sempre por você.

Ele só aconselha e ajuda no que for preciso. Mas ele não tem poderes para fazer nada sem sua autorização.

Nós vamos analisar as suas respostas do formulário da página anterior, e baseado nelas, pediremos para um assessor de investimentos te ligar em até 48h.

Ele poderá te explicar melhor sobre todos esses assuntos de corretoras, CDB, CDI, entre outros…

Como Começar A Investir

Explicado o que é e o que faz uma corretora…

O que é e o que faz um assessor…

Quero agora explicar você alguns dos termos e investimentos mais comuns. Assim, quando o assessor ligar, você já terá todas informações necessárias.

Aqui você irá aprender:

  • Como seu dinheiro é garantido pelo governo federal (e até quanto);
  • O que é CDI e por que é tão importante?
  • O que são CDBs, Fundos DI e outros investimentos comuns;
  • Quais investimentos são livres de impostos;
  • O que é a inflação e como ela afeta seus investimentos;
  • E muito mais.

Fique a vontade pra pular qualquer informação que você já saiba.

Preferi pecar por excesso do que faltar algo. Afinal, é do seu dinheiro que estamos falando, certo?

E o nosso objetivo é um só:

Ajudar você a investir melhor.

Comecemos então.

Como Seu Dinheiro É Garantido E Protegido Pelo Governo Federal?

Antes de mais nada, entenda que seu dinheiro estará protegido. E quem garante é o governo brasileiro. Explico.

No Brasil, existe o Fundo Garantidor de Crédito, ou FGC para ficar mais fácil.

Esse fundo garante até R$ 250.000 investidos por instituição financeira.

O que isso quer dizer:

  • Se você tem R$ 250.000 investidos em um banco e esse quebrar, o FGC garante o seu dinheiro. Você não perde nada;
  • E mais: são R$ 250.000 por banco. Até o total de R$ 1.000.000, caso aconteça uma quebra sistêmica (vários bancos quebrando juntos).

Por isso que recomendamos investir através de uma corretora.

Porque assim você pode dividir seu investimento em diversos bancos e instituições. E com isso, ter todo seu patrimônio protegido (até R$ 1.000.000).

Se você investe através de um só banco e esse quebrar, você só tem direito até R$ 250.000 garantidos pelo Fundo.

E quais são as aplicações protegidas pelo FGC?

O Fundo Garantidor de Crédito garante seu dinheiro nos seguintes investimentos:

  • CDBs (Certificados de Depósitos Interbancários);
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário);
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio);
  • LC (Letras de Câmbio);
  • Letras Hipotecárias;
  • Letras Imobiliárias;
  • RDBs (Recibos de Depósitos Bancários).

Há ainda o DPGE, que é o Depósito a Prazo com Garantia Especial.

Esse é um investimento diferenciado de no mínimo 6 meses. Possui rentabilidade pré ou pós fixada. E tributação variável de acordo com o tempo do investimento.

A vantagem?

Até R$ 20.000.000 (20 milhões) garantidos pelo Fundo.

O Que É A Taxa Selic E Como Ela Afeta Meus Investimentos?

Antes de tudo, você precisa entender o que é e como funciona a taxa Selic.

A taxa Selic é também conhecida como Taxa Básica de Juros da Economia.

Hoje ela está em 6,50%.

Uma das mais baixas dos últimos anos.

Agora, o que isso significa? E como ela afeta seus investimentos?

A taxa Selic é o quanto você ganha em juros ao emprestar dinheiro para o governo.

E por que isso é importante?

Porque bancos e grandes instituições emprestam muito dinheiro ao governo. E dependendo de quanto está a Taxa Selic, eles vão ganhar mais ou menos dinheiro.

“Por que então uma taxa baixa de juros da Selic aquece a economia, e uma taxa alta de juros freia ela?”

Pelo retorno que o banco tem ao fazer o empréstimo.

Pense assim:

Suponha que a taxa esteja a 14,5%. Como já esteve em um passado recente. Agora, o banco empresta dinheiro para o governo. E a 14,5% de juros, ele tem um ótimo retorno sobre o capital.

Ele “só” precisa emprestar o dinheiro e coletar o juros depois.

E ainda assim terá um ótimo retorno.

Agora, se o governo paga pouco, o banco vai buscar outros investimentos que pagam mais.

E isso significa investir em empresas e na economia.

Por isso que uma taxa de juros baixa incentiva a economia. Ela “força” os bancos e outras instituições a buscarem um melhor retorno para o seu dinheiro. Um melhor que só emprestar ao governo.

O Que É CDI E Por Que É Tão Importante?

A sigla CDI significa Certificado de Depósito Interbancário.

CDIs são empréstimos que os bancos fazem entre si para “fechar o caixa”. Isso porque o governo os obriga a fechar positivo todos os dias.

São muito desses empréstimos que acontecem todos os dias. E por isso se tomou a taxa média deles para usar como comparativo a todos investimentos.

É uma taxa tão usada que acabou virando referência.

Uma taxa comparativa para saber quanto cada investimento está rendendo.

Tanto que é conhecida por ser uma taxa livre de riscos.

É digamos o mínimo que um bom investimento deve render. Por quê? Porque se outro investimento render menos que isso, não vale a pena.

Nesse caso é melhor você “emprestar” seu dinheiro ao banco e ter o retorno do CDI.

Observação: você nunca investe no CDI em si. Ele é só uma taxa referencial e comparativa. Você investe em CDBs, LCAs, LCIs, LCs, Tesouro e outros, que explico mais abaixo.

E como o valor do CDI é estipulado?

O CDI são títulos que têm lastro em Títulos do Tesouro (explicado mais abaixo).

Portanto vão variar junto com a taxa Selic (explicado acima). Às vezes um pouco acima—quando há pouco dinheiro disponível no mercado. Às vezes um pouco abaixo—quando sobra dinheiro no mercado.

Hoje por exemplo, o CDI está em 6,39% ao ano, ou 0,52% ao mês.

Só 0,01% abaixo da Selic.

E por que a taxa CDI é tão importante?

O CDI é uma taxa comparativa de referência. Ela serve para comparar quanto rende cada investimento.

Por isso que falamos que um investimento rende “98% do CDI”, enquanto outro rende “115% do CDI”.

Com isso temos uma medida universal para comparar todos investimentos no mercado.

É assim que você toma uma melhor decisão de onde aplicar seu dinheiro. E talvez você até se assuste.

Eu já vi mais de R$ 300.000 aplicados que não rendiam sequer 90% do CDI. É um rendimento muito baixo para uma aplicação desse tamanho.

Aí você compara com corretoras. Lá você consegue muitas vezes de 130 até 150% do CDI, mesmo começando com só R$ 5.000.

É uma aplicação inicial 60x menor. E com rendimento 44 a 66% melhor.

Para você ter uma ideia—em uma aplicação inicial de R$ 100.000, em 10 anos você teria:

  • R$ 163.432,56 com uma aplicação que rende 90% do CDI
  • R$ 205.158,85 com uma aplicação que rende 130% do CDI
  • R$ 230.231,71 com uma aplicação que rende 150% do CDI

No pior caso, você teria R$ 41.726,29 a mais para resgatar.

E no melhor, R$ 66.799,15 a mais.

No pior caso, com 130% do CDI, você teria R$ 41.726,29 a mais para resgatar. E no melhor, com 150% do CDI, R$ 66.799,15 a mais.

Agora imagine um capital inicial maior. Ou talvez, um tempo maior de carência.

Os números se multiplicariam ainda mais.

O Que É Um CDB?

Um CDB é um Certificado de Depósito Bancário.

Aqui é quando você empresta seu dinheiro pro seu banco em troca de juros.

Você empresa tantos reais, e um tempo depois pega seu dinheiro de volta corrigido com juros.

Quanto um CDB pode render?

Depende de alguns fatores. Entre eles:

  • O montante a investir;
  • O tempo de carência do investimento. Ou seja, quanto tempo você vai deixar o dinheiro lá;
  • O tamanho do banco em si. Como via de regra, bancos menores tendem a render mais.

A maioria dos investimentos em CDB vão ser mostrados como um percentual (%) do CDI. Ou ainda, do IPCA (que é o índice de inflação) mais uma percentagem (%).

Há uma vantagem em usar percentuais do CDI. Com ela, você consegue comparar CDBs de diferentes bancos.

Um pode oferecer 98% do CDI. Enquanto outro, 105% do CDI. E um terceiro, até 118% do CDI.

Vou mostrar pra você uma maneira simples de como conseguir retornos melhores com o seu CDB em seguida. Continue lendo.

E como ficam os impostos?

Quanto mais tempo você deixar seu dinheiro aplicado, menos impostos você irá pagar. Veja a tabela:

  • Até 6 meses de investimento: 22,5% sobre o lucro
  • Entre 6 meses e 1 ano: 20% sobre o lucro
  • Entre 1 ano e 2 anos: 17,5% sobre o lucro
  • 2 ou mais anos: 15% sobre o lucro

Há algum risco?

A grande vantagem do CDB é que ele é também protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito, o FGC.

Seu dinheiro estará protegido até R$ 250.000 aplicados por instituição financeira.

Se você tiver R$ 250.000 em 4 bancos diferentes, você terá R$ 1 milhão protegido e garantido pelo governo federal.

O limite é R$ 250.000 por banco, e R$ 1 milhão no total, caso haja uma quebra sistêmica de vários bancos ao mesmo tempo.

O Que São Fundos DI?

Fundos DI são os Fundos de Renda Fixa Referenciados DI.

São fundos que aplicam no mínimo 95% do patrimônio em títulos públicos federais do Tesouro Direto. Ou ainda, títulos privados de baixo risco.

Os outros 5% podem ser aplicados em títulos que seguem as regras dos Fundos de Curto Prazo.

Para quem é recomendado?

Fundos DI são para aqueles que querem render um pouco mais que a poupança, mas com liquidez diária. Ou seja, dinheiro de curto prazo.

Dependendo da taxa de administração cobrada—de 0,3% até 2,5%—eles vão ter um bom rendimento. Perto dos 100% do CDI (explicado acima).

Mas fique atento:

Apesar de ter uma rentabilidade aceitável, Fundos DI não são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Ao menos todo investimento em Fundo DI está atrelado ao seu CPF. Portanto, se um banco quebrar, seu investimento estará protegido juridicamente sobre seu nome.

E como fica a tributação?

Essa é idêntica aos CDBs:

  • Até 6 meses de investimento: 22,5% sobre o lucro
  • Entre 6 meses e 1 ano: 20% sobre o lucro
  • Entre 1 ano e 2 anos: 17,5% sobre o lucro
  • 2 ou mais anos: 15% sobre o lucro

Mais algo que você precisa saber?

Sim, o come-cotas. Explico.

Come-cotas é um adiantamento de impostos para o governo.

Ele é cobrado duas vezes ao ano: a primeira em Maio, e a segunda em Novembro.

Nisso é cobrado 15% em cima da rentabilidade do período. O que acaba sendo deduzido da sua aplicação no formato de cotas (e por isso o nome).

Ao sacar seu dinheiro, você pagará a diferença entre e o que você já pagou e o que falta.

Obs.: com CDBs por exemplo, você só paga o imposto na retirada. Não há come-cotas.

Mais alguma coisa?

Pode haver incidência de IOF caso a operação dure menos de 30 dias.

Depois disso, essa cobrança não será mais feita.

Quais Investimentos São Livres De Impostos?

Muitos investimentos variam na alíquota do imposto conforme o templo aplicado.

Outros são isentos de impostos.

Entre eles temos:

  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA);
  • Debêntures de infraestrutura.

Mas fique atento.

Só porque um investimento é livre de impostos, não significa que ele é o melhor para você e seus objetivos.

Recomendamos sempre traçar um plano de investimentos.

Um que leve em conta seu patrimônio atual, perfil de investidor e objetivos.

Caso precise de ajuda, podemos ajudar você com isso.

O Que É A Inflação E Como Ela Afeta Meus Investimentos?

Inflação é uma palavra que assusta muita gente.

E realmente… uma inflação fora de controle é algo terrível.

Deixa eu explicar por quê.

Inflação é quando os preços das coisas sobem.

Se antes você pagava R$ 10 por algo, e esse agora custa R$ 11, então houve uma inflação de 10% nesse período (R$11-10/10 = 10%).

E como isso afeta os seus investimentos?

Isso é importante saber porque vai ditar a sua rentabilidade real. Depois da inflação.

Exemplo:

Se você tem um retorno de 15%, mas a inflação foi de 10%, então seu retorno real foi de 5%. Por quê?

Porque você ganhou 15%, mas as coisas custam 10% mais que antes.

Diminuindo um do outro, você tem um ganho real de 5%.

Curiosidade: a deflação pode ser pior que a própria inflação. Na deflação é quando os preços diminuem, ao invés de subirem. Tudo passa a custar menor. E por que isso seria ruim?

Porque o país para. Não cresce. Não gira. E com isso, toda economia trava.

A deflação é um dos grandes culpados da “Década Perdida” do Japão. No entanto, não é algo que você precisa se preocupar agora.

Investimentos Atrelados À Inflação Como Proteção

Há inclusive investimentos que vão ser atrelados a inflação. Geralmente ao IPCA, que é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

IPCA + 6%

Suponha que você tem um investimento que rende IPCA+6%.

Isso significa que ele vai render o quanto for o IPCA do período mais 6%.

É uma ótima alternativa para períodos turbulentos. Onde a inflação tende a disparar.

E outros investimentos?

Outros investimentos podem não ser atrelados a inflação. A maioria não é.

Nesses casos, cabe a você incluir a inflação na sua conta na hora de comparar investimentos.

Se a inflação está muito alta—por exemplo, 10%—um investimento de IPCA + 1%, seria melhor que um investimento de 8% por ex.

Porque no primeiro o cálculo fica 10%+1% (rendimento) – 10% (inflação).

Isso dá um ganho real de 1%.

Já no segundo seria 8% (rendimento) – 10% (inflação).

Ou seja, mesmo você “ganhando” 8%, o seu dinheiro agora vale 2% menos que antes.

Você na verdade perdeu dinheiro. Porque ele agora vale menos.

COMECE A INVESTIR HOJE

Agora você é um investidor informado.

Você entende o que é a Selic e como ela afeta seus investimentos.

Aprendeu sobre a inflação e como ela pode comer sua rentabilidade.

Quais são os investimentos mais comuns, como CDBs, Fundos DI e tantos outros, e quanto rendem.

Quem são e o que fazem assessores e corretoras.

Agora só falta um último passo:

Investir.

Para isso, basta aguardar o contato do seu assessor.

Já passamos seu contato e suas informações pra ele. Em seguida ele liga pra você. Assim vocês podem conversar e combinar os próximos passos.

Enquanto isso, aqui algumas informações a mais. Também já aproveito pra responder as dúvidas mais comuns que clientes nos enviam.

Por Que Publicamos Essas Informações?

Entenda isso:

Pequenas decisões hoje que comem seus rendimentos sem você perceber.

E aquelas pessoas que deveriam nos ajudar, acabam sendo nossos piores inimigos.

Mais sobre isso em seguida.

Sofremos muito na mão deles. Chegou um ponto que não aguentávamos mais.

Basta.

Sofremos muito na mão de aproveitadores e “ladrões de terno”. E nos demos conta de que outros poderiam estar sofrendo igual.

E que isso não podia continuar.

Tornamos nossa missão ajudar o investidor comum, como você e eu, a ter melhores retornos.

E para isso precisaremos revelar algumas verdades.

Algumas delas vão doer. Como aconteceu com a gente.

Mas… como diriam por aí… só a verdade liberta.

Quais São Os Melhores Investimentos Atuais Do Mercado?

Não podemos dizer aqui que o investimento A ou B é o melhor. Ao menos não sem saber sua situação, perfil de risco e planos de curto e longo prazo.

É só com uma análise completa do seu perfil que podemos indicar algo assim.

E é isso que vamos fazer agora.

Logo seu assessor entrará em contato com você para vocês conversarem.

Assim vocês podem definir juntos uma estratégia de investimentos sólida. Que faça sentido e que alcance seus objetivos.

Vocês Podem Me Ajudar A Escolher Os Melhores Investimentos Para O Meu Perfil?

Podemos sim.

Nós somos uma casa de publicações financeiras informativas.

Nosso trabalho é informar. É desmistificar algo que pode ser simples, mas que às vezes soa complicado demais.

Queremos ajudar você a ter um retorno maior com seus investimentos.

Fazemos isso através de nossos artigos e guias. E também através da indicação de publicações e produtos que acreditamos.

Além disso, indicamos também o trabalho de alguns assessores e corretoras selecionadas a dedo.

Essa é a grande vantagem de sermos uma casa de publicação independente.

Independente de qualquer assessor…

Independente de qualquer corretora…

Independente de qualquer banco.

Indicamos o que é o melhor para você e para mais ninguém.

Por agora, apenas pedimos que você aguarde o contato do seu assessor de investimentos, ele te ligará em até 48h.

Quanto Você Pode Ganhar?

Isso só o seu assessor poderá dizer a você.

A ideia é você sentar junto com ele para montar um plano financeiro personalizado. Virtualmente ou fisicamente. Como ficar melhor pra você.

Levar em conta seu patrimônio atual, perfil e objetivos. E aí sim traçar um plano seguro de resultados.

Quanto esse pode gerar?

Vai depender muito do seu perfil e dos investimentos que você decidir fazer.

Um assessor estará sempre junto com você para tomar as decisões. É assim que você descobre o quanto pode ganhar.

E lembrando alguns pontos importantes:

  • Você sempre vê e compara seu retorno líquido. Seja no seu home broker, ou nos relatórios do seu assessor. Ao contrário dos bancos, não há taxas e custos escondidos;
  • Com isso, você sempre sabe quanto ganhará. E pode inclusive comparar com outros investimentos;
  • Além disso, um assessor não pode nunca fazer nada por conta. Ele sempreprecisa da sua autorização. Mesmo ele sendo o assessor associado a sua conta, que cuida dos seus investimentos.

E Você Pode Perder Dinheiro Investindo Assim?

Claro.

Sempre haverá o risco natural de todos investimentos.

Seja através do seu banco, de uma corretora ou por conta própria.

A diferença é que você pode investir de maneira inteligente. Assim você economiza taxas e custos escondidos. Dinheiro que sobra pra você. No seu bolso e para rendimento no longo prazo.

É 1% aqui, uma taxa ali mais 2% lá… e a diferença no final de anos é brutal.

Por isso que nosso objetivo é sempre ajudar você a investir melhor.

Para ter o melhor retorno amanhã, tomando melhores decisões hoje.

Quanto Você Precisa Para Começar?

Algumas corretoras pedem um mínimo para começar. Mas em um geral não há.

Nós recomendamos pelo menos R$ 100.000 para começar.

Por quê esse mínimo?

Porque é só com valores acima disso que o trabalho de um assessor vale a pena.

Para que investimentos certos dêem um retorno que faça diferença na sua vida.

Isso não significa que você precisa transferir todo seu dinheiro agora.

Você pode começar com o valor que fizer sentido pra você. Depois, com resultados, ir aumentando.

Também recomendamos esse mínimo por outro motivo. E esse é o seguinte:

Não há assessores suficientes para todos investidores.

E não falo da boca-pra-fora. Basta você ver os números:

O Brasil possui hoje só 3.000 assessores certificados. É um número bem limitado. E é por essa razão que precisamos limitar a quantidade de interessados que podemos indicar.

  • É 1 assessor para 210 pessoas que investem na Bolsa de Valores;
  • É 1 assessor para 400 pessoas para cada um dos 1.2 milhões que perdem dinheiro em fundos dos bancos;
  • É 1 assessor de investimentos para cada 21.000 clientes do Banco do Brasil.

Por isso sabemos que não poderemos atender todos. Esse é um dos motivos para criarmos esse guia completo. Para que ao menos todos tivessem acesso às informações. Independente de trabalhar com nós ou não.

Como Você Transfere Seu Dinheiro Para A Corretora?

Vai mudar de corretora pra corretora.

Nós recomendamos a XP. E abrir uma conta com eles é um processo simples e rápido.

Ao abrir, você terá uma conta atrelada ao seu CPF.

Ou seja, todos seus investimentos estarão sempre atrelados ao seu CPF.

Isso possui inúmeras vantagens.

Primeiro, o seu dinheiro está sempre sob sua custódia.

Lembre-se: a corretora é só um intermediário de transações.

O seu dinheiro só fica em custódia da corretora. Mas ele é sempre seu. Ele fica sempre conectado juridicamente através do seu CPF.

Por isso, caso aconteça algo com uma corretora, você não perde o seu dinheiro. Porque o seu dinheiro não estava com a corretora em nenhum momento.

Ela só exibia em um painel único os valores que você tinha e em quais investimentos.

Você poderia amanhã mesmo abrir conta em outra corretora, digitar seu CPF e ter os mesmos dados.

Isso é para sua própria segurança, e proteção do seu dinheiro.

Segundo, tendo seu CPF, basta você fazer uma transferência TED do seu banco para a sua conta na corretora.

Depois de compensar, seu dinheiro estará já disponível para investir.

Geralmente acontece no dia seguinte. Mas dependendo do banco pode demorar mais.

Quando Posso Sacar Meu Dinheiro?

Investimentos possuem diferentes tempos de carência e saque.

Alguns são de liquidez diária. Outros de 3 meses. Outros de 12 meses. Alguns, de vários anos.

Não há uma regra.

Como via de regra, quanto mais tempo você deixar seu dinheiro investido, melhor o seu retorno.

Não só melhor o retorno do investimento em si, mas também menos impostos.

Como vimos nas seções de CDB, Fundos e outros, quanto mais tempo investido, menor a incidência de impostos.

O mais comum varia de 22,5% até 6 meses, até 15% para 2 anos ou mais.

Caso queira revisar, dê uma olhada mais acima nas explicações específica de cada investimento.

Quanto Tempo Você Deve Dedicar Por Semana Para Cuidar Dos Seus Investimentos?

Sinceramente… o quanto você quiser.

Isso também faz parte do plano que você traçar com seu assessor.

Um amigo empresário que indiquei decidiu que não queria se envolver muito. Queria investimentos de longo prazo. Para no máximo uma vez por mês ter um relatório de como estava.

Com isso em mente, seu assessor definiu seu plano.

Escolheu investimentos para ele. Que encaixasse em seu perfil e necessidades.

Agora, de repente você quer se envolver mais.

Tem mais tempo livre e gostaria de toda semana conversar com alguém e reavaliar os investimentos. Sem problemas.

Informe isso ao seu assessor. Ele irá ajudar você a montar o plano certo que se adequa às suas necessidades.

E uma observação antes que eu esqueça:

Não importa o quanto você queira acompanhar ou receber relatórios. Você pode sempre acessar seu home broker a hora que quiser.

Basta logar no portal da sua corretora através da internet. Lá você consulta seu saldo, rendimentos, faz comparação, verifica como está a Bovespa, e muito mais.

Isso contando que você tenha uma boa corretora em primeiro lugar.

E sendo indicado através do nosso trabalho, é isso que você vai ter.

Quem Somos Nós?

Somos uma casa independente de publicações financeiras.

E por ser independente, isso significa não ter o rabo preso com ninguém.

Nem com governos, nem com bancos, nem com corretoras.

Em primeiro lugar, informamos.

Em segundo, trabalhamos e indicamos somente pessoas de confiança. Que fazem jus ao seu nome e trabalho.

Se alguém… qualquer pessoa… pelo motivo que for nos decepcionar, cortamos na hora. Por quê?

Para continuar nossa missão:

Ajudar você a investir melhor.

E isso envolve um trabalho de pesquisa. Busca de informação. Análise e comparação de investimentos.

Tudo para que a gente possa indicar os melhores investimentos para você.

Quais São Os Próximos Passos?

Agora você só precisa aguardar.

Agradecemos você por aplicar para uma das vagas e por se informar através desse nosso guia.

Sua informações já foram passadas para o seu assessor.

Ele vai entrar em contato o quanto antes através dos seu celular.

Em seguida vocês combinam os próximos passos conforme a sua necessidade.

Precisando de mais alguma coisa ou tirar qualquer dúvida, não deixe de entrar em contato com a gente.

Estamos aqui pra te ajudar.

Um abraço… e até breve.