Copel (CPLE6): lucro do 1TRI tem ligeira alta de 0,98%, para R$ 510,9 milhões

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Copel (CPLE6) reportou, nesta quinta-feira (14), um lucro líquido de R$ 510,9 milhões no primeiro trimestre de 2020, uma elevação de 0,98% em relação ao mesmo período de 2019.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) somou R$ 1,153 bilhão no período, um aumento de 5,6% em comparação com igual período de 2019.

A margem Ebtida ficou em 27,8% no trimestre, uma redução de 0,2 ponto percentual.

Segundo a Copel, o resultado foi influenciado pelo crescimento na receita de suprimento de energia, aumento no volume de energia vendida, o resultado positivo de equivalência patrimonial e a manutenção dos custos gerenciáveis.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 94,5 milhões, uma redução de 3,7% sobre as perdas financeiras no mesmo período de 2019.

Fonte: Copel

Receita

A receita líquida atingiu a cifra de R$ 4,153 bilhões no primeiro trimestre de 2020, um aumento de 6,6% em comparação com igual período do ano passado.

O desempenho foi puxado pelo aumento na receita de fornecimento de energia elétrica, em virtude principalmente da cessação do Encargo da CDE-Energia e do aumento no volume de energia vendida aos consumidores finais, acréscimo de na receita de suprimento de energia elétrica, aumento na energia comercializada de contratos bilaterais e nos contratos em ambiente regulado, estabilidade na receita de disponibilidade da rede elétrica e pelo crescimento no consumo de energia.

O lucro bruto da Copel somou R$ 1,156 bilhão, uma diminuição de 0,7% em relação ao mesmo período de 2019.

Já a margem bruta alcançou 27,8% no período, uma redução de 2,1 pontos percentuais.

Os custos e despesas operacionais somaram R$ 3,309 bilhões no período, uma elevação de 8,7% em comparação com igual período do ano passado.

Dívida

A dívida líquida da Copel encerrou março em R$ 7,871 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / patrimônio líquido, ficou em 1,87 vez no final de março de 2020, contra 2,7 vezes no mesmo período do ano passado.