Cosan (CSAN3): no momento certo empresa tentará IPO da Compass novamente

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação Cosan

Após ter cancelado o pedido de IPO (Oferta Pública Inicial) da Compass no ano passado, a Cosan (CSAN3) diz que ainda deve retomar o pedido à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Mas, segundo disse o diretor vice-presidente financeiro da Cosan, Marcelo Martins, isso ocorrerá no “momento correto”. As informações são do jornal Valor Econômico.

Em meio à pandemia, a Cosan chegou a protocolar prospecto preliminar do Compass na CVM em julho de 2020. Mas, em setembro, a empresa cancelou o IPO da Compass por conta das condições do mercado. A operação poderia movimentar R$ 4,4 bilhões.

“Quando tivermos o momento correto e entregarmos os resultados previstos no plano estratégico, vamos tentar novamente”, disse Marcelo Martins, durante teleconferência com investidores.

A Cosan está focada em ofertas públicas de três companhias do grupo: a Raízen, a Moove e a própria Compass. Além do fortalecimento da Rumo (RAIL3), que já é negociada na B3.