Cosan (CSAN3): Compass propõe comprar 51% da Gaspetro, da Petrobras (PETR4)

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

A (CSAN3) informou que a sua controlada, a Compass Gás e Energia, apresentou hoje (26) proposta no processo competitivo de desinvestimento promovido pela Petrobras (PETR4).

A petrolífera pretende realizar a alienação de 51% do capital social da Gaspetro.

A concretização da potencial transação está sujeita a diversos fatores, incluindo a escolha da Compass como vencedora do processo competitivo, a conclusão das negociações dela decorrentes e a celebração do respectivo contrato de compra e venda da Gaspetro.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões dos Investimentos.

Não perca!

A Gaspetro é uma sociedade holding que detém participações em 19 distribuidoras de gás, que exploram com exclusividade os serviços locais de distribuição de gás canalizado em diversos estados do Brasil.

Ânima (ANIM3) esclarece notícia sobre oferta de ações

A Ânima (ANIM3) esclareceu nesta segunda a notícia veiculada na imprensa sob o título “Ânima tem oferta de ações na mesa como estratégia para recompor caixa”.

O questionamento foi feito pela B3, que solicitou a confirmação ou não da notícia, bem como outras informações consideradas importantes.

Em resposta, a Ânima declarou que está constantemente avaliando sua estrutura de capital, mas que até a presente data não há qualquer aprovação para realizar oferta pública de ações.

Em nota, a Companhia informou ainda que no último dia 22 de outubro publicou edital de convocação para deliberar sobre a recomposição do limite de seu capital autorizado.

“É possível que tais anúncios possam gerar interpretações do mercado tal qual a noticiada”, concluiu a Anima.

Santander (SANB11) aprova JCP de R$ 0,2683 por unit; ex-juros em 5/11

O Conselho de Administração do Santander (SANB11) aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no montante bruto de R$ 1 bilhão.

Segundo o comunicado, isso equivale a R$ 0,12776360834 por ação ordinária, R$ 0,14053996918 por ação preferencial e R$ 0,26830357752 por Unit, sem considerar o efeito do imposto de renda.

Assim sendo, os acionistas que se encontrarem inscritos nos registros da Companhia no final do dia 04 de novembro de 2020 farão jus aos JCP aprovados.

A partir de 05 de novembro de 2020 as ações da Companhia serão negociadas “ex-juros sobre o capital próprio”.

O Santander informou ainda que os referidos proventos serão pagos a partir do dia 23 de dezembro de 2020, sem nenhuma remuneração a título de atualização monetária.