Coronavírus: Trump acredita que terá uma vacina até o fim deste ano

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).
1

Crédito: Reprodução/Facebook

No mundo

De acordo com a última atualização da Organização Mundial da Saúde (OMS) há, até este momento, 4,3 milhões de casos confirmados e mais de 297 mil mortes.

Brasil

Segundo último relatório divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem 188.974 casos confirmados e 13.149 mortes.

Trump diz mobilizará militares pra entregar vacina

Donald Trump disse, em uma entrevista à Fox News que, quanto tiver uma vacina vai mobilizar os militares para fazê-la a todos.

“Você sabe que é um trabalho enorme administrar esta vacina. Nossas forças armadas estão sendo mobilizadas”, revelou Trump.

De antemão, Trump disse que “no final do ano” o seu governo vai “dar muito às pessoas” e afirmou acreditar que terá uma vacina até o fim deste ano.

Todavia, cientistas americanos expressaram, novamente que, no cenário mais otimista, uma vacina contra o coronavírus deve ficar pronta em 12 meses.

Alerta ao Congresso

Também nesta quinta-feira, o cientista federal especializado em vacinas, Dr. Rick Bright, vai testemunhar em um subcomitê de saúde da Câmara.

De acordo com a CNBC, espera que Bright emita um alerta aos congressistas de que o inverno de 2020 será o “mais longo da história dos EUA”.

Por fim, Brigth era o diretor da Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico Avançado.

França investirá US$ 1,4 bilhão no turismo

O governo da França revelou que planeja investir US$ 1,4 bilhão no setor de turismo.

De acordo com dados do governo, próximo de 90 milhões de pessoas visitaram a França em 2018.

“O que é bom para a indústria do turismo, geralmente é bom para toda a França”, declarou o primeiro-ministro francês, Edouard Philippe.

De acordo com a Reuters, o turismo representa cerca de 7% do PIB da França.