A crise da pandemia do coronavírus pode adiar as eleições municipais deste ano?

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução Elza Fiúza/Fotos Públicas

Desde que o coronavírus começou a se espalhar pelo mundo, vários eventos foram adiados e cancelados, incluindo a Olimpíada de Tóquio, remarcada para 2021.

O Brasil tem eleições municipais previstas no segundo semestre. Enquanto alguns políticos defendem o adiamento, outros afirmam que a discussão é precoce. As informações são da CNN Brasil.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Na segunda-feira (23), a ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que o possível adiamento é precoce. Luís Roberto Barroso, presidente da corte concordou com Weber. 

De acordo com o ministro: “[…] é papel do Congresso Nacional deliberar acerca da necessidade de adiamento, inclusive decidindo sobre o momento adequado de fazer essa definição. Se o Poder Legislativo vier a alterar a data das eleições, trabalharemos com essa nova realidade.”

As eleições municipais estão marcadas para ocorrerem no mês de outubro.

]Em entrevista a CNN Brasil, Rosa Weber explicou sua opinião a respeito: “Quanto ao adiamento das eleições municipais 2020, entendo cuidar-se de debate precoce, não sendo demais repisar que tem como objeto matéria prevista expressamente no texto constitucional e na legislação infraconstitucional”, disse a ministra.

E ressaltou: “Estamos atravessando um momento de extrema gravidade e de grande delicadeza em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19). Estou atenta à preservação da saúde não só de ministros, magistrados, servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral, como também do eleitorado e da sociedade brasileira como um todo”.

Contraponto às eleições

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que a discussão a respeito das eleições está desconectada do atual momento de crise do coronavírus.

O ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta também se manifestou.

No domingo (22), o ministro afirmou que o Congresso Nacional deveria adiar as eleições municipais. Para Mandetta, a disputa pode se tornar uma tragédia: “Faço aqui até uma sugestão. Está na hora de o Congresso falar: ‘adia’, faz um mandato desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano… uma tragédia, por que vai todo mundo querer fazer ação política”.
Segundo Mandetta, o foco agora é comprometer os gestores no combate a contenção do vírus. 

Desde que os casos de coronavírus, Covid-19 começaram a aumentar, os líderes do Congresso tocaram no assunto das eleições.

Por enquanto, ainda não há uma decisão concreta se vai haver o adiamento da escolha de novos prefeitos e vereadores, nas próximas eleições.