Coronavírus: número de infectados caem pelo quarto dia consecutivo na Alemanha

Marcelo Hailer Sanchez
Jornalista, Doutor em Ciências Sociais (PUC-SP) e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Pesquisador em Inanna (NIP-PUC-SP). Trabalhei nas redações do Mix Brasil, Revista Junior, Revista A Capa e Revista Fórum. Também tenho trabalhos publicados no Observatório da Imprensa e revista Caros Amigos. Sou co-autor do livro "O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente" (AnnaBlume).

Crédito: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

No mundo

Última atualização do boletim da Organização Mundial da Saúde (OMS), informa que há mais de 1 milhão de casos e mais 62 mil mortes.

Alemanha: pandemia está no começo

O governo da Alemanha fez um alerta à população: a pandemia está no começo e isso vai exigir esforços coletivos. Porém, apesar do comunicado governamental, o país tem sido elogiado pela maneira como está lidando com a situação, pois, o número diário de infecções caiu pelo quarto dia consecutivo.

Apesar da queda do índice de infecções, o Instituto Richard Koch (RKI), órgão de saúde pública da Alemanha, declarou à CNBC que é preciso cautela. “Antes de tudo é muito cedo para falar de uma história de sucesso aqui. A Alemanha – pelo menos até este momento – vê uma taxa de mortalidade menos do que outros países”, disse Marieke Degen, porta-voz do RKI, à CNBC.

Rússia registra mais de mil casos em 24h

O governo da Rússia registrou, nas últimas 24 horas mais de mil casos e o número total de infectados pelo coronavírus subiu para 6.343. Moscou, a capital do país, é o epicentro do surto com 591 novos casos. Até este momento, 47 pessoas morreram, informa o Estadão.

Aumento de infecções na Índia

De acordo com balanço divulgado pelo governo da Índia, nesta segunda-feira (6), o país tem 4.067 casos e 109 mortes, sendo que, 32 nas últimas 24 horas.

O país tem apresentado 500 infecções diárias, segundo dados do governo.

ONU faz alerta para violência doméstica

António Guterres, secretário-geral da ONU, fez um apelo global em que chama a atenção para o aumento da violência contra as mulheres por conta do confinamento. Pois, de acordo com relatórios da instituição, há uma explosão de violência doméstica.

Guterres pediu “paz nos lares” ao redor do mundo.

Brasil

Relatório do Ministério da Saúde informa que há 11.130 casos confirmados e 486 mortes por Covid-19.