Coronavírus no mundo: China revisa número de mortes

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

A cidade de Wuhan, epicentro da pandemia de coronavírus que rodou o mundo, revisou nesta sexta-feira o número de mortes pela Covid-19.

Segundo as autoridades locais, foram acrescentados 1.290 novos óbitos ao balanço, que agora apresenta um total de 3.869 em 50.333 casos.

De acordo com informações do G1, a recontagem aconteceu porque, no pico da pandemia, muitos pacientes morreram em suas casas e não puderam ter o diagnóstico da Covid-19 contabilizado a tempo.

A China tem 83.760 pessoas atingidas pelo coronavírus e, no total, a doença já vitimou 4.632 pessoas em todo o país, a grande maioria em Wuhan.

EUA se aproximam de 700 mil infectados

Menos de 24 horas depois de o presidente Donald Trump anunciar seu plano trifásico para a abertura dos Estados Unidos, o país segue explodindo em número de infectados pelo coronavírus.

Segundo o gráfico online da Universidade Johns Hopkins, os EUA apresentam, até a manhã desta sexta-feira, 671.425 casos de pessoas com a Covid-19 dos 2.169.022 registrados em todo o planeta.

O número de mortos também segue crescendo exponencialmente em território norte-americano e já chegou a 33.286 – 11.477 apenas na cidade de Nova York.

Ainda segundo dados da JHU, Nova York tem 50.450 hospitalizados com coronavírus das 109.526 pessoas que seguem internadas com a doença por todo o país.

Apesar dos números alarmantes, Donald Trump segue confiante de que a pior fase da pandemia já ficou para trás.

“Pegamos a maior economia da história do mundo e a fechamos para vencer esta guerra. E estamos no processo de vencer agora”, comentou Trump, quinta, à CNBC.

Quase 150 mil óbitos

O número total de mortos por coronavírus ao redor do mundo está se aproximando dos 150 mil. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, até a manhã desta sexta-feira já haviam sido registrados 146.201 óbitos.

A Itália é o país com maior número de mortes depois dos EUA, com 22.170. Em terceiro aparece a Espanha (19.135), em quarto a França (17.920) e, em quinto, o Reino Unido (13.729).

Em número de casos, a Espanha segue na frente da Itália, com 184.948 infectados com a Covid-19, contra 168.941 do antigo epicentro da pandemia.

França (147.113), Alemanha (138.221) e Reino Unido (104.155) aparecem na quarta, quinta e sexta colocações em número de casos, respectivamente.

Coronavírus no Brasil

O ministério da Saúde divulgou em seu boletim de quinta-feira (16) que o Brasil possui 30.425 infectados e 1.924 mortos em decorrência do novo coronavírus.

Com os novos números, o Brasil chega a uma taxa de mortalidade de 6,32%. O mundo, com 2,166 milhões de infectados e 144.515 falecidos, tem uma taxa de 6,67%.

O acréscimo foi de 188 mortos, menor que nos últimos dois dias, quando o país contou 204 vítimas fatais na terça e 204 na quarta. O acréscimo de pessoas que testaram positivo foi de 2.105, menos do que os 3.058 do dia anterior.

Mercados se animam com notícias sobre antiviral

PIB chinês tem queda de 6,8% no trimestre