Coronavírus: internet e reduzir custos podem ajudar empresários na crise

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Freepik

A pandemia de coronavírus, que resultou no fechamento de bares, academias, lojas e outros empreendimentos, é motivo de preocupação para micro, pequenos e médios empresários. Afinal, com menor estrutura, os riscos de pouca renda ou até mesmo falência são maiores.

“As grandes empresas têm mais estrutura e preparo para este momento. Mas a somatória de negócios pequenos é muito importante para a economia” disse à Folha de S. Paulo o professor do centro de empreendedorismo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Rubens Massa.

Já o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, enfatiza que é possível driblar a crise e evitar a falência, com algumas adaptações à esta situação inesperada.

Negociar prazos com fornecedores, cortar custos e apostar na tecnologia para o negócio então entre as atitudes recomendadas.

Internet

A internet pode ser uma poderosa aliada para sua empresa em tempos de pandemia. Busque nela forma de canais com os clientes. Se você trabalha com alimentação, pode apostar em aplicativos de delivery. Mas a entrega pode ser feita pior outros meios, como contato por Whatsapp e nem precisa se restringir a alimentação.

Corte custos

Neste momento, revise os seus custos e mantenha os essenciais. Desligue equipamentos eletrônicos que estão em desuso, controle o consumo de água, renegocie prazos de pagamento faça cotação de matéria-prima.

Demissão em último caso

Neste momento, tente driblar todas as possibilidade de demissão de funcionários. Pois a dispensa poderá causar impacto maior na reserva financeira da empresa. Por isso avalie ainda se vale a pena diminuir a mão de obra.

 

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374