Coronavírus: 1º de maio tem 428 mortes por covid-19 e 6.209 casos

Osni Alves
Jornalista | osni.alves@euqueroinvestir.com
1

Crédito: Coroavírus: 1º de maio tem 428 mortes por covid-19 e 6.209 casos

Levantamento do ministério da Saúde indica que o 1º de maio – Dia do Trabalhador – teve 428 mortes decorrentes da Covid-19 no país e 6.209 casos.

O volume diz respeito às 24 horas de ontem e representa aumento de 7% no número de vítimas e pacientes em relação ao dia anterior.

Ao todo, o Brasil tem 91.589 casos confirmados. A primeira morte no país foi registrada, oficialmente, em 16 de março, 47 dias atrás neste 2 de maio, portanto.

O Estado de São Paulo entrou em maio com 2.511 mortos e 30.374 casos. O Rio de Janeiro chegou a 921 mortos ontem, e 10.166 contaminações.

Já Pernambuco registrou 603 mortos e 7.334 casos até ontem, seguido por Ceará, com 505 mortos e 7.879 casos, Amazonas, com 476 mortos e 5.723 casos, e Pará, com 235 mortos e 3.176 casos.

Subnotificações

Conforme o ministério, há uma grande subnotificação de casos de óbitos e de contaminações. O governo tem evitado falar em números desde o início da pandemia, mas Estados como São Paulo indica volume até nove vezes superior ao número oficial.

Seguindo essa elevação, o número de hospitalizações causadas por crises respiratórias agudas registrado nos quatro meses deste ano teve crescimento de 506% em relação a igual periodo de 2019.

De acordo com o ministério, entre 1 de janeiro e 30 de abril foram registradas 82.312 internações devido às chamadas síndromes respiratória aguda grave (Srag).

Desse total de casos, foram registrados 5.901 óbitos. O governo investiga quantas dessas mortes foram, efetivamente, causadas pela Covid-19 ou por outras doenças respiratórias.

Para o governo, dos 91.589 casos confirmados até agora, 47.221 estão em fase de acompanhamento médico e 38.039 pacientes se recuperaram.

Na última quinta-feira (30), o ministro Nelson Teich disse que o aumento de restrições na circulação são medidas necessárias e compreensíveis, como definido pelos governos estaduais.