Copel (CPLE6), JBS (JBSS3) e Hapvida (HAPV3) aprovam proventos

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Copel (CPLE6) aprovou nesta terça-feira (28) a distribuição de juros sobre o capital próprio, no valor bruto de R$ 643 milhões, o equivalente a R$2,24235 por ação ordinária (ON), R$ 3,94657 por ação preferencial classe “A” (PNA) e R$ 2,46692 por ação preferencial classe “B” (PNB).

De acordo com a nota, a companhia irá divulgar os resultados do primeiro trimestre no dia 14 de maio, após o fechamento do mercado.

A Copel realizará teleconferência para apresentar os resultados na sexta-feira (15) as 14h.

Light (LIGT3) destina dividendos para reserva legal

A Light (LIGT3) aprovou a destinação de R$ 315,4 milhões em dividendos mínimo obrigatório, para formação de reserva legal.

A companhia ainda destinou R$ 66,4 milhões do lucro para constituição de reserva legal.

Hapvida (HAPV3) aprova distribuição dividendo e plano de recompra

A Hapvida aprovou a distribuição de dividendos, no valor de R$ 12,2 milhões, correspondentes a R$ 0,016484246 por ação ordinária

Terão direito aos dividendos os detentores de ações ordinárias de emissão da companhia ao final do pregão na data base de 28 de abril de 2020.

A partir de 29 de abril de 2020,  as ações da Hapvida serão negociadas “ex-dividendos”. O pagamento será realizado ainda este ano.

O Conselho de Administração da companhia também aprovou o programa de recompra de ações de até 21 milhões de ações ordinárias.

O prazo para realização da operação é de até 18 meses, iniciando-se em 28de abril de 2020 e encerrando-se em 28 de outubro de 2021.

Segundo a Hapvida, o programa busca aproveitar de eventuais oportunidades de alocação de seus recursos de forma a maximizar a geração de valor para os acionistas, por meio de uma administração eficiente da sua estrutura de capital.

“A potencial recompra de ações buscará maximizar o retorno aos acionistas, uma vez que, na visão da administração da Companhia, diante do cenário atual de intensa volatilidade, o valor atual de suas ações pode não refletir o real valor dos seus ativos combinadoscom a perspectiva de rentabilidade e geração de resultados futuros”.

Engie (EGIE3) pagará R$ 354 mi em JCP

A Engie anunciou o pagamento de R$ 354 milhões em forma de juros sobre o Capital Próprio, o correspondente a R$ 0,4338619496 por ação.

O valor será creditado em 1º de julho de 2020. Os referidos juros serão pagos com base na posição acionária de 2 de dezembro de 2019.

JBS (JBSS3) distribuirá R$ 1,4 bilhões em proventos

A JBS distribuirá R$ 1,441 bilhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,54059514 por ação ordinária de emissão da companhia.

O pagamento dos dividendos será realizado sem correção monetária no dia 7 de maio de 2020, considerando a posição acionária do dia 28 de abril de 2020.

A companhia também informou que 303,4 milhões serão destinados à constituição da reserva legal.

Polpar

A companhia aprovou o pagamento de 108,4 mil em dividendos, o equivalente a R$ 1,39047 por ação ordinária e R$ 1,529 por ação preferencial.

O pagamento será realizado com base na posição acionária de 28 de abril.

A partir de hoje (29), as ações serão negociadas “ex-direitos”.

A companhia ainda destinou o valor de R$ 292.017,20 para a reserva especial para futuro aumento de capital; o valor de R$ 32.446,35 para a reserva estatutária especial; e o valor de R$ 22.783,35 para o fundo de reserva legal.