Copel (CPLE6) aprova desinvestimento de subsidiária Telecom

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Copel

A Copel (CPLE6) aprovou nesta quarta-feira (15) o desinvestimento de 100% na sua subsidiária integral Copel Telecomunicações.

A decisão foi tomada com base na conclusão dos estudos os quais foram validados por assessores externos independentes.

Também foi aprovado o início da etapa externa de desinvestimento que engloba, entre outros: a abertura de um Virtual Data-Room com informações detalhadas do desinvestimento; o envio do processo completo para análise pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná –TCE-PR.

Além disso, será realizado uma audiência pública virtual sobre o desinvestimento, a ser operacionalizada em conjunto com a B3.

Copel (CPLE3): implementação de programa de units

O Conselho de Administração da Copel autorizou o início do processo de contratação de especialistas financeiros e legais para implementação de um Programa de Certificado de Depósito de Ações (UNITs).

A companhia pretende migrar para o nível 2 de governança corporativa. Para isso, será avaliado oportunidades de melhorias de governança corporativa e de liquidez de suas ações

De acordo com a Copel, a aprovação das UNITs, a migração de nível de governança corporativa e “split”, somente ocorreria de forma final, em AGE de acionistas em data a ser definida, seguindo os ritos de governança legais e estatutários da companhia.

Também foi autorizado o processo de contratação de agente escriturador.