COP-25 é recebida com protestos pelo mundo

Luiza Carvalho Lemos Branco
null

Crédito: Reprodução/Twitter

A Conferência da ONU sobre o clima foi recebida com protestos pelo mundo. O encontro entre representantes de mais de 200 países discute as mudanças climáticas e começou nesta segunda (2) em Madri, Espanha.

Desde a última sexta (29), jovens protestam pelo mundo para que os líderes mundiais definam medidas concretas para conter o aquecimento global. Grande parte dos protestantes são jovens.

O evento ocorre entre 2 e 13 de dezembro e adotou o slogan “Hora da Ação” (Time for Action). Desde o firmamento do Acordo de Paris em 2015, as conferências do clima procuram focar em praticar o acordo.

Nesta COP-25, o objetivo é de provar que podem evitar os impactos mais graves do aquecimento global. Os principais motivos para as manifestações são o consumismo, as queimadas na Austrália e Índia, aumento da temperatura e redução das emissões de gás carbônico. Veja em que países os protestos ocorreram:

ALEMANHA

Mais de 630 mil pessoas manifestaram em pelo menos 500 cidades da Alemanha, segundo o movimento Fridays for Future, inspirado na jovem sueca Greta Thunberg. Milhares de jovens se reuniram no portão de Brandemburgo de Berlim com cartazes que proclamam “Um planeta, uma luta” e palavras de ordem.

ESPANHA

No país sede da COP 25, cerca de 1,7 mil pessoas se manifestaram em Madri.

FRANÇA

Militantes protestaram contra o consumismo da Black Friday, bloqueando centros de distribuição da Amazon em Paris, Lyon e Lille.

ESTADOS UNIDOS

Nos EUA, dezenas de ativistas se reuniram no Capitólio, em Washington para celebrar um funeral simbólico do planeta. O protesto contou com a atriz Jane Fonda, que foi presa em diversas ocasiões durante manifestações contra o aquecimento global.

MÉXICO

Estudantes mexicanos ocuparam as ruas aos gritos “Nem um grau a mais, nem uma espécie a menos” e “Não há planeta B”.

AUSTRÁLIA

Manifestantes se reuniram em Sydney em frente à sede do partido conservador, acusando-os de subestimar a ameaça do aquecimento global. Agitavam faixas que diziam “você queima o nosso futuro”, enquanto gritavam “Vamos nos levantar”.

JAPÃO

Protestos também foram registrados em Tóquio, no Japão. Centenas de pessoas marcharam pelo distrito de Shinjuku.

ÍNDIA

Em Nova Déli, a capital mais poluída do mundo, cerca de 50 estudantes marcharam até o Ministério do Meio Ambiente carregando cartazes e cantando slogans exigindo que o governo declare emergência climática.

A Índia é uma das maiores fontes de gases de efeito estufa e possui 14 das 15 cidades mais poluídas do mundo, segundo um estudo das Nações Unidas. No mês passado, milhões de pessoas protestaram em todo o mundo em resposta a um pedido de greve climática.