Contração da atividade industrial norte-americana derruba bolsas

Guilherme Paulo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Ralph Orlowski/Bloomberg

Na Europa a bolsas encerraram negativas, após a virada das bolsas americanas. No Brasil o Ibovespa aprofundou as baixas.

Mercado Europeu

Os dados divulgados mais cedo já tinham sido ruins para a Europa, com o PMI da indústria da zona do euro recuando para o menor nível em quase 7 anos. O indicador caiu para 45,7 em setembro, ante os 47 registrados em agosto.

Na Alemanha, uma das maiores economias da região, o PMI recuou para 41,7 em setembro, a menor leitura desde junho de 2009. E no Reino Unido por outro lado, o PMI da indústria subiu para o maior nível em 4 meses, de 47,4 para 48,3, mas ainda abaixo de 50.

A divulgação do ISM da manufatura dos EUA jogou agua fria de vez nas bolsas, com o pior resultado em uma década.

Alemanha | DAX [-1,32%]

Londres | FTSE 100 [-0,65%]

França | CAC 40 [-1,41%]

Zona do euro | Euro Stoxx 50 [-1,43%]

Itália | FTSE MIB [-0,81%]

EUR/USD [+0,35%] | € 1,0936

Bolsas Norte-americanas

Os dados divulgados nesta manhã mostraram a contração mais forte na atividade industrial dos Estados Unidos, ampliando as preocupações sobre o impacto da guerra comercial EUA-China no país americano.

Trump utilizou o dado ruim para criticar o FED e Powell, dizendo que a taxa de juros está muito alta, deixando o dólar forte em relação a todas as moedas, prejudicando as indústrias americanas.

As bolsas aprofundam as baixas enquanto a volatilidade predomina.

Dow Jones 30 [-1,14%] | 26.609 pontos

S&P 500 [-1,15%] | 2.942 pontos

Nasdaq [-0,96%] | 7.922 pontos

VIX [+13,12%]

Commodities

O petróleo recuperava parte das perdas do dia anterior durante esta manhã, mas com a divulgação dos dados ruins norte-americanos a commodity voltou a operar no negativo.

A referência norte-americana, o WTI para novembro, opera em queda de 1,17%, a US$ 53,44. No mesmo sentido segue a referência britânica, o Brent para novembro opera em baixa de 0,83%, a US$ 58,76.

O ouro opera em alta de 1,08%, a US$ 1.488,75 a onça-troy.

A bolsa brasileira

No Brasil as atenções estão voltadas para o Senado, e a aprovação do primeiro turno da previdência.

A bolsa aprofundou as baixas acompanhando o mercado norte-americano, mas ainda tem um desempenho melhor do que as as bolsas de Nova Iorque.

O Ibovespa opera com 104.144 pontos, em baixa de 0,57%, após mínima de 103,967 e máxima de 105.121 pontos.

O dólar futuro opera em alta de 0,13%, cotado a R$ 4,166. A moeda norte-americana devolveu grande parte dos ganhos, após atingir máxima de R$ 4.193.

Acompanhe o mercado financeiro em tempo integral: https://telegram.me/wisir

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.