Consumo das famílias recua 1,13% em setembro

Felipe Moreira
Editor na EuQueroInvestir, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O consumo das famílias caiu 1,13% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo levantamento divulgado hoje (12) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

No acumulado do ano até setembro, o Índice Nacional de Consumo nos Lares Brasileiros teve alta de 3,13%

Conforme o vice-presidente Administrativo e Institucional da Abras, Marcio Milan, apesar da queda no mês, a entidade mantém a previsão de crescimento de 4,5% em 2021 devido aos bons resultados da imunização contra a covid-19.

Para o Natal, a expectativa de 51% dos empresários do setor de supermercados é que haja crescimento nas vendas em relação à 2020. Enquanto 39% esperam que o movimento fique no mesmo nível do ano passado.

Entre os que esperam um fim de ano melhor do que o anterior, 52% estima que o aumento das vendas chegue a 17%.

Café e açúcar registram maiores altas

Entre os 35 produtos mais consumidos em supermercados, o café registrou a maior alta de preços em 2021, com inflação acumulada de 33,9% até setembro.

Já O açúcar registra aumento de 30,3% e o ovo de 22,5%. Esse conjunto de produtos custou, em média, R$ 684,99 em setembro, uma elevação de 1,37% na comparação com agosto e de 18,84% em 12 meses.

*Com Agência Brasil