Investimentos

Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?

Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
5 de 1 voto[s]

O consórcio é uma modalidade de compras que existe há várias décadas no mercado brasileiro, mas ainda se mostra como uma boa opção para as pessoas que desejam fugir dos juros de um financiamento, por exemplo.

Saber o que é consórcio e como ele funciona é fundamental antes de entrar nessa, pois muitas pessoas ainda o confundem com um investimento, o que, na opinião de especialistas, não é uma verdade.

Se você já pensou em comprar uma casa ou um carro, mas não tinha o dinheiro para fazer a compra à vista, certamente já deve ter recebido uma proposta de consórcio.

Mas será que o consórcio vale a pena?

Bem, isso depende de uma série de fatores que tentarei te explicar ao longo desse post. Se você chegou até aqui e está pensando em adquirir um consórcio, então recomendo que você faça uma leitura atenta e evite cair em algumas armadilhas que existem no mercado.

O que é um consórcio?

Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), um consórcio nada mais é que uma modalidade de compra em que um grupo de pessoas – físicas ou jurídicas – se unem para formar uma espécie de poupança destinada a aquisição de bens ou serviços.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


pig PKA29NP By ivankmit 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By ivankmit

Entre os consórcios mais comuns do mercado estão os formados para a compra de carros, motos e imóveis. No entanto, também existem consórcios com vários outros objetivos, como a realização de viagens e até casamentos.

Em um consórcio, as pessoas formam uma espécie de poupança por meio de pagamentos mensais feitas por todos os participantes, que também são chamados de consorciados.

No entanto, como os consórcios normalmente envolvem muitas pessoas, sendo que a maioria delas nem se conhece, é necessário que exista uma empresa responsável por administrar todo esse dinheiro e garantir que essas pessoas efetivamente tenham acesso ao bem pretendido.

É aí que entram as administradoras de consórcios. Essas empresas, para funcionar, precisam de uma autorização emitida pelo Banco Central do Brasil e passam por fiscalizações constantes da autoridade monetária.

Como funciona um consórcio

Agora que você já sabe o que é um consórcio, chega a hora de falar sobre o seu funcionamento, que também é bastante simples. Para ajudar nesse entendimento, vamos utilizar como exemplo de bem um carro no valor de R$ 50 mil.

Imagine que você e um grupo de pessoas desejam comprar esse veículo, mas ambos não contam com o dinheiro para fazer essa compra à vista.

Qual seria a alternativa nesse caso?

Se você respondeu “fazer um financiamento”, não está de todo errado, pois essa também é uma forma de adquirir um bem sem ter o dinheiro naquele momento. Mas em muitos casos, o financiamento cobra o seu preço na forma de juros enormes.

Voltando ao exemplo, imagine que nesse grupo de pessoas ninguém tenha os R$ 50 mil em mãos, contudo, cada um pode pagar uma parcela mensal de R$ 1.000,00 sem apertar no bolso.

Concorda comigo que se 50 pessoas se reunissem e cada uma contribuísse com R$ 1.000,00 seria possível comprar um carro e contemplar uma das pessoas desse grupo?

charismatic man holding car keys showing thumbs SHZLP8F By arthurhidden 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By arthurhidden.

Pois é justamente isso que é o consórcio!

Se em todos os meses, cada uma dessas pessoas pagar corretamente a sua contribuição, então será possível que em 50 meses, todos os participantes do consórcio consigam o seu carro.

Interessante, não é mesmo?!

Mas existem outros pontos que também ocorrem dentro dos consórcios e que precisam ser levados em consideração para saber se ele é uma boa opção para você.

Em primeiro lugar é preciso destacar que o consórcio é uma modalidade de compra voltada para o longo prazo, ou seja, quem escolhe um consórcio não pode ter pressa em ter o bem em mãos, pois as suas chances de ser sorteado é a mesma dos demais participantes.

Nesse sentido, você pode ser tanto o primeiro contemplado do consórcio, quanto pode ser o último.

Além disso, muitas pessoas procuram os consórcios em razão de não haver a cobrança de juros sobre essa modalidade de compra.

Contudo, é preciso ter calma, pois, apesar de não haver juros, as administradoras de consórcios cobram taxas de administração que, em alguns casos, podem ser bastante altas.

E por esse e por vários outros motivos que você precisa ter cautela antes de optar por um consórcio e, principalmente, estudar outras possibilidades que o mercado oferece.

O que é a contemplação no consórcio

No exemplo acima, você percebeu que a cada mês, uma pessoa era sorteada para, finalmente, realizar o sonho de comprar o seu carro.

Esse sorteio é justamente o que se chama de contemplação de um consórcio.

portrait of happy customer buying new car RYEWB4F By nd3000 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By nd3000.

Nesses planos, todos os meses há reuniões das assembleias dos consórcios em que pelo menos uma carta de crédito é sorteada entre os participantes do consórcio.

Para que o sortudo possa efetivamente colocar as mãos nesse dinheiro é necessário que esteja com as suas parcelas em dia. Caso contrário, outro participante será sorteado.

No entanto, se você tem algum dinheiro guardado e não deseja ficar contando apenas com a sorte, então poderá fazer um lance durante a assembleia.

O sistema de lances permite que, após o sorteio, os demais participantes do consórcio possam fazer aportes maiores para conseguir uma carta de crédito. O valor desse lance é descontado depois do valor com o qual o consorciado ainda precisará contribuir.

Como várias pessoas podem se interessar e dar lances, a administradora do consórcio precisará criar alguns critérios de desempate em contrato para evitar problemas com os consorciados.

O que é a taxa de administração de um consórcio

Agora a pouco eu destaquei que os consórcios possuem taxas de administração e que você deve ficar atento ao valor delas para não perder dinheiro.

Essa cobrança é feita pela empresa responsável por administrar o consórcio e deve ser paga por todos os consorciados sobre o valor total da carta de crédito.

Vou utilizar como exemplo aquele mesmo consórcio do carro que citei no início, tudo bem? Imagine que a taxa de administração cobrada pela empresa que ficou responsável por esse consórcio seja de 10%.

Assim, como o prazo de pagamento será de 50 meses, a taxa de administração mensal será de 0,2% sobre os R$ 50 mil, ou seja, R$ 100,00 por mês.

Esse valor é acrescido à parcela paga pelo consorciado, ou seja, aquela turma que se reuniu para comprar o carro não pagará apenas mil reais por mês, mas uma parcela de R$ 1.100,00 para adquirir o seu carro.

caucasian woman with invoice bills PW6PDBS By Rawpixel 1024x686 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel.

Além disso, alguns consórcios também podem incluir em seu contrato um fundo de reserva.

Trata-se de um valor pago todo mês por todos os consorciados para formar uma espécie de poupança que pode ser utilizada pela administradora do consórcio em caso de alguma eventualidade.

O cálculo do fundo de reserva segue exatamente a mesma lógica que foi utilizada para calcular a taxa de administração. No entanto, ele costuma ser um valor bem menor.

Vale lembra que, em alguns casos, o fundo de reserva poderá ser devolvido proporcionalmente aos consorciados, caso não seja totalmente utilizado até o fim do contrato.

Por fim, também é importante destacar que alguns consórcios também preveem a contratação de um seguro, o que pode deixar a sua parcela um pouco mais cara.

Consórcio é investimento?

Agora que vimos o que é e como funciona um consórcio, consegue me responder uma pergunta: consórcio é investimento?

confused businessman writing question mark on PV6NDT4 By stevanovicigor 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By stevanovicigor.

Sua resposta foi não, parabéns! Você está completamente certo.

Segundo especialistas na área de finanças, o consórcio não é um investimento… não mesmo!

Na realidade, o consórcio pode ser entendido como uma forma mais organizada de se realizar uma poupança para adquirir um bem ou serviço no futuro.

Isso pode ser uma boa alternativa para as pessoas que têm dificuldades em se organizar e guardar dinheiro, mas você, investidor inteligente e leitor assíduo dos conteúdos da EuQueroInvestir com certeza não é esse tipo de pessoa.

Mas porque o consórcio não é um investimento? Simples: porque não há rendimento nesse tipo de operação.

Quando você paga uma parcela do seu consórcio, aquele dinheiro é utilizado para formar o montante que será sorteado a um dos consorciados e, em muitos casos, é totalmente consumido.

Além disso, você ainda está pagando uma empresa para fazer algo que você mesmo poderia fazer: guardar o seu dinheiro.

Mas você pode ser sorteado bem no início do plano e conseguir a carta de crédito para comprar o bem pretendido muito mais rápido do que aconteceria se você precisasse juntar dinheiro mês a mês, não é mesmo?!

Sim, você até pode ser sorteado, mas em um plano de consórcio com milhares de participantes, qual é a chance de isso acontecer em um mês, um ano ou mesmo em vários anos?

Assim como há chances de você ser contemplado bem no início, também há chances de você ser o último da fila. Isso você deve considerar antes de optar em contratar um consórcio.

O consórcio é para você?

Com tudo o que vimos até aqui é possível traçar um pequeno perfil da pessoa que contrataria um consórcio.

Eu imagino uma pessoa que deseja adquirir um bem ou serviço, mas não está disposto a pagar os altos juros cobrados pelos financiamentos.

Além disso, essa pessoa não tem pressa em adquirir esse bem. Se ele vier hoje ou daqui alguns anos, sem problemas.

Por fim, essa pessoa ainda não sabe que pode investir esse dinheiro em aplicações financeiras simples e, no lugar de pagar uma taxa de administração, receber juros pelo dinheiro que está guardado.

hourglass on calendar PQP5CGB By BrianAJackson 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By BrianAJackson.

Conseguiu observar algo que se encaixa com você nessa pequena descrição? Para algumas pessoas, essa última parte poderá ser um pouquinho dura, pois muitos ainda acham que os consórcios são um excelente negócio.

Mas, chegue mais perto: se o consórcio é mesmo assim uma coisa tão boa para quem contrata, você acha mesmo que os bancos insistiriam tanto para que você optasse por ele?

Pense: um banco visa o lucro, certo? Então ele tentará te vender aquilo que for melhor para ELE e não para você.

O consórcio tem uma série de vantagens e desvantagens, mas elas são relativas, pois variam de acordo com a realidade de cada pessoa.

Por isso eu recomendo que você estude, que busque informação e que, principalmente, leia o contrato antes de fazer um consórcio.

Isso pode te livrar de armadilhas que só visam uma coisa: tirar o seu dinheiro.

Outras possibilidades além do consórcio

Até aqui você já deve ter percebido que o consórcio pode ser algo bom para algumas pessoas, mas como investimento ele realmente não funciona.

Então, quais são as outras possibilidades que o mercado disponibiliza para quem está pensando em adquirir um consórcio?

Bem, em primeiro lugar é importante que você faça um teste de perfil de investidor, pois ele será a base para sabermos em quais aplicações financeiras são mais voltadas ao seu estilo como investidor.

Normalmente, as pessoas que fazem consórcios são mais conservadoras, ou seja, têm menos resistência ao risco envolvido no mercado de investimentos.

Logo, para essas pessoas, as aplicações de renda fixa são a melhor opção.

Existem produtos de renda fixa que contam com liquidez diária, como é o caso de alguns CDBs e do Tesouro Selic. A vantagem disso é que você pode retirar o dinheiro na hora que quiser sem perder rentabilidade.

Além disso, alguns desses produtos permitem aportes a partir de R$ 30,00, como é o caso do Tesouro Direto. Assim, você pode começar a investir com qualquer valor a partir desse mínimo e ir aumentando a cada mês.

cheerful couple with keys to their new home UPSE2RN By Rawpixel 1024x683 - Consórcio: O que é? Como funciona? É um bom investimento?
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel.

E qual a vantagem disso?

Diferentemente do consórcio, no Tesouro Direto ou em qualquer outro tipo de aplicação o seu dinheiro rende juros enquanto estiver aplicado. O resultado é que você poderá juntar o dinheiro que precisa em um tempo menor do que precisaria esperar até ser contemplado no consórcio.

Se você deseja saber quais são os melhores investimentos para você realizar os seus planos, aproveite que a EuQueroInvestir oferece um serviço de assessoria gratuita e entre com contato com um assessor de investimentos.

Para continuar recebendo em primeira mão os nossos conteúdos, não deixe de assinar o nosso newsletter no final desta página.

Por fim, temos condição de responder aquela pergunta do início, está lembrado?

“Mas será que o consórcio vale a pena?”

O consórcio pode valer a pena para algumas pessoas, principalmente para aquelas que acreditam na sorte ou que têm condições de ofertar um lance para adquirir o bem mais rapidamente.

Com certeza ele é muito melhor que o financiamento, principalmente em função de não ter juros. Mas certamente esse não é um investimento.

Após ler tudo isso, qual é a sua opinião? Deixe o seu comentário e compartilhe o que você pensa com os demais leitores.

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Veja Também

Close
Close