NotíciasPolítica

Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro

Além de um corte na quantidade de ministérios, vários nomes já foram escolhidos para chefiar as pastas a partir do ano que vem.

Avalie este artigo!
jairbolsonarodeputado vejaaamarelasaovivo 1777 1024x683 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: Antonio Milena/Revista Veja
Antes mesmo que Jair Bolsonaro (PSL) fosse eleito presidente da República, o então candidato já defendia o corte de ministérios (29 atualmente) que compõem o governo. Além disso, alguns nomes também foram citados ao longo da campanha. Após a definição do resultado, Bolsonaro tem trabalhado de forma acelerada para definir quais serão os seus “ajudantes” ao longo dos próximos quatro anos nas diferentes pastas.

Entre os que já estavam confirmados ao longo da campanha do candidato do PSL estão o economista Paulo Guedes, que recebeu o apelido de “posto Ipiranga” por conta da responsabilidade atribuída a ele de gerenciar toda a economia do país. Outro indicado na mesma situação é Onyx Lorenzoni, que será o ministro da Casa Civil e terá a responsabilidade de cuidar da articulação entre o governo e o Congresso Nacional. Por fim, Bolsonaro também indicou o general Augusto Heleno para cuidar da pasta da Defesa.

Logo que foi eleito, Bolsonaro convidou o juiz federal Sérgio Moro para ser o ministro da Justiça durante o seu mandato. Moro se tornou bastante conhecido após a sua atuação na Operação Lava Jato.

Confira, abaixo, a lista com os nomes já confirmados:

Onyx Lorenzoni (Casa Civil)

A Casa Civil será unida a chamada Secretaria de Governo ao longo do próximo mandato e entre as suas principais responsabilidades estão: acompanhar as políticas públicas elaboradas pelos demais ministérios; realizar articulações e auxiliar nas decisões tomadas pelo presidente da República.

O responsável pela pasta é médico veterinário de profissão e possui 64 anos. Atualmente, está no quarto mandato consecutivo como Deputado Federal. Tornou-se conhecido em 2016 quando foi o relator do chamado pacote de medidas de combate à corrupção.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


Paulo Guedes (Economia)

11989250 high 1024x680 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: Claudio Belli/ Valor/ Folhapress

O futuro “superministério” da Economia será formado pela fusão entre as pastas da Fazenda, Planejamento, Indústria e Comércio Exterior. Guedes é economista e possui 69 anos. É considerado um dos principais nomes do governo Bolsonaro.

Guedes possui um perfil liberal e é defensor de uma participação mínima do Estado na economia. Antes de ser indicado, nunca foi ocupante de um cargo público. Além disso, é fundador do Instituto Millenium e sócio do Grupo Bozano.

General Fernando Azevedo e Silva (Defesa)

Antes de ir para a reserva, Azevedo e Silva era general do Exército Brasileiro e chefe do Estado Maior do Exército. Também foi comandante da Brigada Paraquedista. Hoje, ele atua como assessor especial no gabinete da presidência dentro do Supremo Tribunal Federal (STF).

A pasta da Defesa seria ocupada, inicialmente, pelo General Augusto Heleno. Contudo, na semana passada, Bolsonaro confirmou o nome do general para o comando do Gabinete de Segurança Institucional.

Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia)

Pontes é famoso por ser o primeiro (e único) astronauta brasileiro a participar de uma missão espacial. Após a sua viagem ao espaço, ele entrou para a reserva da FAB (Força Aérea Brasileira). Hoje, Pontes continua como tenente-coronel da FAB. O ministério da Ciência e Tecnologia também passará a ser o responsável pelo ensino superior no Brasil.

Sérgio Moro (Justiça e Segurança)

sergio moro testemunha 1024x576 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Moro é juiz federal e exerce a magistratura há 22 anos. Ele ganhou destaque no cenário nacional após ter participado como o principal juiz da Operação Lava Jato. Outro fato notório em sua carreira foi a prisão do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (Lula).

Tereza Cristina (Agricultura)

Deputada Federal pelo DEM, Tereza Cristina foi a primeira mulher a ser chamada para um ministério por Bolsonaro. É formada em engenharia agrônoma e presidente da FPA. Ela possui uma longa trajetória no setor agrário e foi uma das líderes na defesa do projeto de aprovação da Lei n. 6.299/2002, que flexibilizou as regras para a fiscalização do uso de agrotóxicos no Brasil.

Ricardo Vélez Rodríguez (Educação)

Professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército, Velez é também autor de mais de 30 obras nos campos da filosofia. Ele é brasileiro naturalizado e registra as suas ideias acerca da educação em seu blog pessoal. Ao longo de sua gestão, Rodríguez prometeu uma maior ênfase na educação municipal. Ele também critica as provas que são formuladas e aplicadas pelo INEP no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para o futuro ministro, além de complicadas, tais provas funcionam mais como um instrumento de ideologização do que como uma forma sensata de auferir a capacidade dos jovens brasileiros.

Marcelo Álvaro Antônio (Turismo)

O futuro ministro é deputado federal pelo PSL e eleito pelo estado de Minas Gerais, onde foi o candidato mais votado nas últimas eleições. Também é integrante da frente parlamentar evangélica montada no Congresso. Antes de se filiar ao PSL, Antônio foi filiado do PRP, MDB e do PR. Atualmente é presidente do PSL em Minas Gerais.

Almirante de Esquadra Bento Costa Lima (Minas e Energia)

almirante 1024x683 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Lima é o atual diretor-geral de desenvolvimento nuclear e tecnológico da Marinha Brasileira. Antes disso, atuou em outros cargos de chefia dentro das Forças Armadas. Nascido no Rio de Janeiro, Lima iniciou a sua carreira na Marinha ainda em 1973 e conquistou posições importantes ao longo de sua carreira. Também atuou em âmbito internacional como observador militar das forças de paz da ONU em Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina.

Ernesto Fraga Araújo (Relações Exteriores)

Diplomata há 29 anos, o embaixador Araújo é, também, diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Internacionais do Itamaraty.

Em nota, o Sindicato Nacional do Servidores do Ministério das Relações Exteriores fez uma saudação a escolha do embaixador e desejou sucesso ao futuro ministro.

Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional)

A pasta ainda será criada no governo Bolsonaro e agregará as atuais atribuições dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional. Canuto é servidor de carreira e atua no Ministério do Planejamento.

Ele é especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. Além disso, também assumiu cargos de chefia nos governos anteriores. Entre as suas futuras responsabilidades estão a gestão de programas como o “Minha Casa, Minha Vida” e ações relacionadas à área de infraestrutura hídrica e combate à seca.

Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura)

O Ministério da Infraestrutura é uma pasta que ainda será criada e irá abranger os setores de transporte aéreo, aquaviário e terrestre. Freitas é formado em Engenharia Civil e possui um vasto currículo que abrange cargos na Administração Pública como, por exemplo, o de diretor executivo do DNIT, o qual ocupou em meados de 2011, bem em meio a uma crise que assolava o órgão após denúncias de corrupção.

Ele iniciou a sua carreira no Exército Brasileiro, mas pouco tempo depois acabou assumindo um cargo de auditor da Controladoria-Geral da União, após ter passado em um concurso. A assunção do cargo de diretor-geral do DNIT veio logo após a demissão voluntária do general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, do qual Freitas era considerado o “braço-direito”.

Antes de terminar de ler a notícia…

Uma pausa para você fazer o nosso teste e descobrir qual é o seu perfil de investidor.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

General Heleno (Gabinete de Segurança Institucional)

15207258475aa46f573366c 1520725847 3x2 rt 1024x683 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: Sergio Lima/FolhaPress

Durante a campanha de Bolsonaro, o general de 71 anos chegou a ser cotado para o cargo de vice-presidente da República. Como essa indicação não se concretizou, Heleno foi confirmado para assumir o ministério da Defesa. Contudo, o eleito vice de Bolsonaro, General Mourão, destacou que existia a necessidade de se fazer um melhor aproveitamento das capacidades do oficial.

Heleno é militar da reserva desde 2011 e possui em seu currículo a liderança na missão de paz das Nações Unidas no Haiti, o comando militar da Amazônia e a chefia do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército Brasileiro.

Osmar Terra (Cidadania e Ação Social)

O novo ministério será o responsável pela gestão de programas sociais como o Bolsa Família e, também, receberá as atribuições dos atuais ministérios do Esporte, Cultura e da Secretaria Nacional de Política Sobre Drogas, atualmente vinculada ao ministério da Justiça.

Terra é deputado federal pelo MDB-RS e foi ministro do Desenvolvimento Social durante o governo de Michel Temer. A sua indicação é fruto da atuação de uma série de frentes parlamentares que atuam no Congresso Nacional.

Luiz Henrique Mandetta (Saúde)

Mandetta era deputado federal pelo DEM-MS, contudo, não se candidatou à reeleição. Médico ortopedista de formação, ele possui 53 anos. A sua escolha foi elogiada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que aponta o novo ministro como um médico preparado, experiente e dotado de condições para coordenar as ações da pasta em nível nacional.

Wagner de Campos Rosário (Transparência e Controladoria-Geral da União)

Rosário já está no comando da pasta desde junho do ano passado. Possui formação em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras e um mestrado em Combate à Corrupção e Estado de Direito concluído na Espanha pela Universidade de Salamanca.

Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência)

bebianno 1024x683 - Conheça os ministros já confirmados para o time de Bolsonaro
Crédito da imagem: José Cruz/Agência Brasil

Considerado um dos conselheiros de Bolsonaro, Bebianno é advogado e possui 54 anos. Ele é também faixa preta em jiu-jitsu e tem estado próximo do novo presidente após ter se oferecido para atuar em processos judiciais de Bolsonaro gratuitamente em 2017.

General Santos Cruz (Secretaria de Governo)

O escolhido para ser o novo secretário de governo possui um longo currículo construído ao longo de sua carreira como militar. A função que irá assumir é hoje desenvolvida por Carlos Marum, deputado pelo PMDB-MS. A principal missão de Cruz será desenvolver a articulação entre o Congresso Nacional, com os partidos políticos e o diálogo com estados e municípios. Também será por meio da nova Secretaria de Governo que Bolsonaro irá estabelecer relações co entidades representativas da juventude e organizações civis.

Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos)

O novo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos também irá agregar a Funai (Fundação Nacional do Índio).

Alves é advogada e atualmente é assessora do senador Magno Malta (PR-ES). Ela também é pastora e possui apoio dos setores evangélicos. Ao ser escolhida, a nova ministra apontou que uma de suas prioridades será a criação de políticas públicas voltadas para as mulheres.

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Close