Mastercard (MSCD34): Conheça tudo sobre esse BDR

Ana Paula Schuster
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: https://pixabay.com/pt/photos/cart%C3%A3o-de-cr%C3%A9dito-dinheiro-1583534/

A empresa Mastercard (MSCD34) possui Brazilian Depositary Receipts (BDRs) disponíveis aos investidores brasileiros. Desse modo, essa é uma boa oportunidade para quem busca lucros e rentabilidade no estrangeiro.

Saiba que é possível adquiri-los através da bolsa de valores B3 (B3SA3). Então continue lendo esse artigo e aprenda como investir nesses papéis.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A empresa Mastercard (MSCD34)

Essa companhia é considerada como sendo uma das maiores do mundo no setor financeiro. Ela realiza suas operações através do uso dos cartões de crédito e débito. Ao passo que apenas a Visa consegue estar à sua frente.

Ao todo são pelo menos 30% de transações que são realizadas por essa empresa. Enquanto que ela possui presença em cerca de 210 países. Já o número de parceiros chega na faixa dos 35 milhões.

Com isso, a Mastercard (MSCD34) tem crescido e expandido os seus negócios cada vez mais. Dessa forma, os seus ativos estão presentes na bolsa de valores e podem trazer retornos.

Vale lembrar que essa instituição foi fundada nos Estados Unidos no ano de 1966. E tinha como objetivo conceder cartões para serem utilizados para efetuar pagamentos. Atualmente estão disponíveis os BDRs da companhia para qualquer investidor brasileiro.

Anteriormente, apenas os investidores que fossem qualificados (com mais de R$ 1 milhão em investimentos) podiam aplicar dinheiro nesses tipos de ativos. Contudo, após o mês de outubro o mercado de BDRs foi aberto para todos. O código de negociação destes papéis é o MSCD34.

O que são os BDRs e como eles funcionam?

De uma forma resumida, os BDRs são Brazilian Depositary Receipts. Eles servem para representar ações estrangeiras

Esse tipo de ativo tem como vantagem viabilizar o investimento em empresas estrangeiras com menor burocracia. 

Entretanto, existem os tipos patrocinados e não patrocinados de BDRs e eles possuem algumas diferenças. O primeiro é realizado pela própria companhia que emite todos os papéis no Brasil. Ou seja, a participação é direta e ela possui o conhecimento dos processos.

No segundo tipo temos as operações que não envolvem a empresa. Com isso, tudo é feito de forma indireta e os ativos ficam disponíveis no mercado. Existem também os níveis que são aplicados:

  • Nível 1: empresa não precisa do registro no CVM e ocorrem menos exigências de regulamentação;
  • Nível 2: necessita do registro na CVM e segue as regras do Brasil;
  • Nível 3: requer uma Oferta Pública Inicial.

Recentemente os investimentos de nível 1 foram disponibilizados para todos os investidores. Sendo que antes, apenas os qualificados poderiam adquirir os papéis e buscar rentabilidade neles. Assim, a Mastercard (MSCD34) permite com que esse processo possa ser realizado com facilidade. 

Os BDRs da Mastercard (MSCD34)

As ações da companhia possuem 50% de valorização no mercado financeiro. Desse modo, no período de janeiro até novembro de 2020 houve um grande aumento. Nisso, os valores cresceram de R$ 1.214,75 para R$ 1.818,30.

Por sua vez, os ativos na bolsa NYSE obtiveram 10% de valorização (ano). Saindo dos US$ 303,39 para um patamar de US$ 334,45. De fato, isso demonstra que a empresa é sólida se tornando uma boa opção.

Resumo da história da Mastercard (MSCD34)

A fim de auxiliar os investidores, vamos conhecer um pouco sobre a história da empresa. Confira na lista abaixo alguns dados importantes:

  • Fundada em 1966 (Estados Unidos);
  • União de vários bancos (ICA);
  • A Mastercard (MSCD34) expandiu seus negócios desde a sua criação;
  • 1987: China começa a utilizar o cartão da companhia (primeiro no país);
  • 1993: Estados Unidos e China são os possuíam o maior volume de vendas;
  • São 200 países diferentes e 25 milhões de clientes;
  • Serviços: cartão de crédito, pré-pago, débito e cheques;
  • Valor: chegou aos US$ 333,892 bilhões;
  • Acionistas principais: Vanguard Group e a Blackrock.

Como a Mastercard (MSCD34) lidou com a pandemia?

Conforme é de conhecimento de todos, o período atual é complicado devido à pandemia. Com isso, algumas companhias e instituições passaram por dificuldades em seus números e resultados.

Assim, a Mastercard (MSCD34) obteve um lucro líquido de US$ 1,5 bilhões. Ou seja, isso significou cerca de US$ 1,51 para cada uma dessas ações. Como resultado disso, temos uma diminuição de 28% em relação ao ano de 2019.

Devido ao fato de que aconteceram bloqueios entre continentes e limitações isso impactou bastante. Já que muitas das viagens realizadas no exterior acabaram sendo evitadas. Vale ressaltar que ela costuma gerar bons resultados.

Entretanto, por causa da pandemia, o longo prazo da empresa acabou sofrendo prejuízos. Então, a expectativa é de que ela consiga se recuperar e que a confiança retorne. Sem dúvida, com as vacinas e tratamentos o cenário poderá mudar no futuro.

Como fazer para investir nos BDRs da empresa?

Agora que já vimos muitas informações da Mastercard (MSCD34) vamos aprender a comprar suas ações. De acordo com o que foi citado anteriormente, temos os BDRs. Eles estão disponíveis como representações dos ativos na bolsa brasileira.

Até o momento as ações da empresa decaíram em cerca de 2%. Sendo que para esse cálculo foram utilizados os dados de janeiro até a cotação atual. Com isso, os valores dos ativo em questão acabaram sofrendo uma pequena diminuição.

Assim, é necessário seguir alguns passos para efetuar a aquisição delas:

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

  • Abra uma conta em uma corretora de valores;
  • Faça a transferência dos recursos que serão utilizados;
  • Busque as BDRs desejadas;
  • Finalize a compra delas.