Poupança tem saída líquida recorde; saiba mais sobre o investimento

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

No mês de setembro, a caderneta de poupança registrou uma saída líquida de R$ 7,7 bilhões, recorde, segundo dados do Banco Central. Em agosto, foram R$ 5,46 bilhões. E foi o segundo mês consecutivo em que os saques superaram os depósitos da poupança. No acumulado do ano, os resgates na poupança também superam os aportes, em R$ 23,3 bilhões.

O dado não aponta, necessariamente, uma migração da poupança para outros investimentos, mas pode ser considerado um indicativo. Ainda assim, o saldo da poupança permanece superior a R$ 1 trilhão em setembro. O que é bastante alto, considerando a rentabilidade da poupança. Mas você conhece bem o investimento e sabe se ele vale a pena? Acompanhe o artigo.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Entendendo a poupança

Qual foi o primeiro investimento que você ouviu falar na vida? Para a maioria dos brasileiros, a resposta é a conhecida caderneta de poupança, que completou 160 anos neste ano. Então se você é investe na poupança, leia essa matéria. Nela, você saberá como é calculado o rendimento da poupança.

Como calcular o rendimento da poupança atualmente?

A poupança possui duas regras de cálculo. Se a taxa Selic (taxa básica de juros da economia) está acima de 8,5%, a poupança rende 0,5% ao mês mais Taxa Referencial (TR). Já com a Selic em até 8,5% (nosso caso atual), o rendimento da poupança é de 70% desta taxa.

Uma vez que a taxa Selic atualmente está em 6,25% ao ano, vale a segunda regra. Ou, seja, o rendimento da poupança é de 4,375% anuais.

Embora ainda bastante popular entre os brasileiros, a verdade é que a caderneta de poupança oferece baixo retorno quando comparada com outras aplicações financeiras mais conservadoras, mesmo diante do cenário de alta dos juros.

Mas vale lembrar que a taxa básica de juros segue em tendência de alta e as casas de análise apontam que ela pode ultrapassar os 8,5% até o final do ano.

O que é a taxa Selic e TR?   

A taxa Selic é a taxa de juros básica da economia. Ademais, a TR é uma taxa de referência da economia brasileira. Ela é usada na hora de se calcular a rentabilidade de determinadas aplicações financeiras.

Como funciona a taxa de juros mensal da poupança

Os valores investidos na poupança rendem um valor mensal na data de aniversário de cada depósito. Assim, se você deposita R$ 100 no dia 10 de janeiro, o rendimento mensal será aplicado no dia 10 de cada mês.

Vale lembrar que a retirada desse dinheiro antes da data de aniversário do depósito implica na perda do rendimento do mês.

Entenda o que é a poupança

A caderneta de poupança é um tipo de aplicação financeira na qual você guarda dinheiro e ganha um percentual sobre o valor aplicado. Por conta da sua praticidade e liquidez, esse tipo de aplicação se tornou muito popular entre os brasileiros. Aliás, popular é pouco, segundo dados do Banco Central, em 2020 ela atingiu a marca de 180 milhões de contas de caderneta.

Como surgiu a poupança?

A caderneta de poupança é o investimento mais antigo e mais tradicional dos brasileiros. Foi criada pelo Imperador Dom Pedro II, em 1861, com o decreto que instituiu e regulou a Caixa Econômica Federal, visando atender as camadas mais pobres da população na época. Primordialmente, essa modalidade de investimento era destinada a pessoas de baixa renda e permitia depósitos de até 50 mil réis (moeda da época).

As pessoas recebiam uma caderneta para controle de depósito e retirada, daí a origem do nome. O objetivo era remunerar os depósitos com juros de 6% ao ano, sob a garantia do governo imperial. Em 1874, um novo decreto alterou o rendimento da caderneta. Ficou estabelecido que as taxas de juros remuneratórios nunca seriam superiores a 6% ao ano e que seus valores seriam fixados, anualmente, pelo governo imperial.

Vantagens da caderneta de poupança

Uma das grandes vantagens é a liquidez, ou seja, você poderá sacar seu dinheiro quando quiser. Outra vantagem é que até o limite de R$ 250 mil seu dinheiro está protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em caso de problemas com a saúde financeira do seu banco.

O que é o FGC? 

O FGC não é um banco nem um órgão governamental. Ele é uma entidade privada, sem fins lucrativos. É mantido pelas instituições financeiras através de contribuições mensais de 0,0125% sobre todo o dinheiro que os seus investidores possuem aplicado. É importante ressaltar que essas contribuições são feitas diretamente pela instituição financeira associada. Ou seja, não há nenhum tipo de cobrança direta do investidor para que ele tenha proteção do FGC.

Esse dinheiro, por sua vez, é mantido pelo fundo e serve três funções principais:

  1. Proteger correntistas e investidores no âmbito do sistema financeiro, até os limites estabelecidos pela regulamentação;
  2. Contribuir para a manutenção da estabilidade do Sistema Financeiro Nacional;
  3. Contribuir para a prevenção de crise bancária sistêmica.

Desvantagem da caderneta de poupança

A maior desvantagem é a baixa rentabilidade, da qual já falamos neste outro texto. Confira.

Vem ai! Money Week

Aprenda a investir com quem realmente entende do mercado