Investimentos

Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

É um mecanismo bastante simples em que iremos comprar quando está mais barato e vender quando está mais caro. Entenda no artigo!

Avalie este artigo!

Entre os dias 20 e 23 de setembro, estive presente na Expert 2018, o maior evento de investimentos financeiros do mundo, idealizado e organizado pela XP Investimentos, em São Paulo.

A feira reuniu gestoras de fundos de investimentos, seguradoras, bancos emissores de títulos, prestadores de serviços financeiros diversos, entre outros. Além disso, diversos palestrantes estiveram presentes e tiveram a oportunidade de conversar com um público superior a 10 mil pessoas. Dentre os distintos presentes, destacam-se: Bill Clinton, FHC, Luiz Roberto Barroso (Ministro do Supremo), economistas dos presidenciáveis (com exceção de Paulo Guedes que cancelou de última hora), o economista Ricardo Amorim, etc. Nós, reles mortais, tivemos a oportunidade de ouvir diversas opiniões sobre o futuro do país.

Dennys1 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

Algumas palestras (ou entrevistas) me chamaram a atenção e quero compartilhar algumas delas com vocês. De longe, a palestra que mais me chamou a atenção foi do Ministro Luís Roberto Barroso. De um português impecável, sua palestra parecia a narrativa de um livro, em que com extrema lucidez, o Ministro nos demonstrou as principais dificuldades do Supremo, os desafios da nossa democracia, as peculiaridades das eleições de 2018, entre outros temas.

O que me chamou a atenção e me surpreendeu foi uma de suas falas finais, em que ele chamou a atenção do povo brasileiro, que terá necessariamente que aprender a conviver com um Estado menor. Ou seja, eu tinha o sentimento de que o Ministro era estadista e de cunho de esquerda (Estado grande) e foi exatamente o contrário que me foi demonstrado. Ele é liberal (ou ao menos, foi com essa a impressão que eu sai), tanto na economia quanto nos costumes, e isso me alegrou bastante. O tom do Ministro foi de otimismo, em que ele consegue enxergar grandes avanços institucionais e de nossa democracia, fazendo uma análise desde a redemocratização até os dias de hoje.

Dennys2 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

A segunda palestra que mais me chamou a atenção foi a de Ricardo Amorim, economista da RICAM Consultoria, e participante do programa “Manhatam Connection” exibido aos domingos, 23h na Globo News. O palestrante fez uma análise econômica de vários anos (cerca de 100 anos) e vários ciclos econômicos.

O seu tom é de otimismo quanto ao futuro, por uma razão estatística: nos ciclos anteriores (desde o início do século) nos anos imediatamente pós crise, o crescimento médio do PIB foi acima de 5% ao ano. A mensagem de Amorim é que estamos vivendo um período de oportunidade, pois as pessoas estão desoladas e com medo e, por esse motivo, o preço dos ativos está lá embaixo. Lógico, ele deixa muito claro, que as coisas podem ainda piorar, antes de começar a melhorar.

Dennys3 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

Bom, caros leitores, em geral, senti do evento, dos gestores de recursos, das pessoas, dos entrevistados, dos palestrantes, bastante otimismo com o médio longo prazo. E esse otimismo é muito incoerente se observarmos o nosso curto prazo: eleições incertas, em que teremos que votar no “menos pior”; problemas econômicos gigantes; crise moral, política; desânimo das pessoas, desemprego, pobreza, violência. Enfim, são tantos os problemas, que aproveitar as oportunidades (ativos a preços baixos) parece algo impossível.

E, é exatamente com esse sentimento antagônico que o aspirante a investidor de sucesso terá que lidar. Se quisermos ter rendimentos acima da média teremos que ir contra a boiada; fazer o que os outros não fazem. E, esse caminho, muitas vezes, é percorrido sozinho, sem apoio, sem ninguém lhe dizendo o que fazer.

Como economista e assessor de investimentos, digo-lhes que o mais sensato nesses momentos é diversificar. É aproveitar as oportunidades, mas sempre de forma que ela caiba em seu bolso. A riqueza no mercado financeiro pode ser construída de forma rápida (com muito risco) ou de forma consistente e mais demorada. A segunda forma é a que eu aconselho, definitivamente. Costumo falar aos meus investidores que o segredo do sucesso com investimentos é: “ao cair, que a gente levante, bata a poeira, e sigamos com os nossos investimentos”… o que não podemos é “ao cair, ter fatura exposta, e não conseguir se recuperar nunca mais”. Ou seja, que as perdas sejam pequenas e possíveis de serem recuperadas.

Dennys4 2 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

E, para que você possa aproveitar as oportunidades sem medo, quero apresentar a “Técnica do Rebalanceamento de Carteira”. Vamos lá?

O que é a técnica do rebalanceamento de carteira?

Trata-se de uma técnica, com premissas matemáticas, em que equilibramos e restabelecemos, a partir de mudanças no mercado, os percentuais originais de uma carteira de investimentos.

Dennys5 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

Por exemplo, suponhamos que a gente tenha montado uma carteira de ações e de renda fixa, em que o percentual em cada classe de ativos é de 50%. Essa carteira foi montada com 50 mil em RF e 50 mil em ações.

Para iniciar, precisamos estabelecer quando agir. Quando vamos restabelecer os percentuais originais (50% / 50%)? Digamos que, a cada 10 mil pontos do ibovespa, a gente venha a agir. Se o Ibovespa cair 10 mil pontos, para restabelecer os percentuais originais, teremos que vender renda fixa e, com esse recurso, comprar mais ações. Se o Ibovespa subir 10 mil pontos, iremos vender ações e, com esse recurso, iremos comprar renda fixa.

É um mecanismo bastante simples em que iremos comprar quando está mais barato e vender quando está mais caro. Tranquilo assim.

E, será que funciona?

Para responder essa questão, fiz um backtest:

  • Simulei a “técnica do rebalanceamento de carteira” com uma carteira de 100 mil reais, sendo que 50 mil foram aplicados no Ibovespa; e 50 mil reais no CDI.
  • Supus que eu iniciei essa carteira no pior momento do século 21, que foi antes da crise do subprime americano, em maio de 2008. Para vocês terem uma ideia, nesses 10 anos, de 2008 pra cá o rendimento do Ibovespa foi igual a zero; isto é, para quem comprou Ibovespa nessa data, o rendimento até aqui foi bola (zero).
  • A cada 10 mil pontos do Ibovespa eu agi: quando caiu, comprei mais bolsa e vendi renda fixa; quando subiu, fiz o contrário.
  • Cada vez que agi, eu restabeleci o percentual original, de 50% em ibovespa e 50% em renda fixa.

Vamos aos resultados?

Na tabela abaixo, temos as datas em que ou em comprei bolsa ou eu vendi bolsa. Também consta a rentabilidade das ações e do CDI de um período para o outro.

Dennys6 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

No período de 10 anos, eu tive que agir 21 vezes. Em anos de forte estresse como o de 2008, foram em 5 ocasiões. Anos com o mercado “de lado”, não tivemos ação, como em 2014 em que não fizemos nada.

Observem, conforme o dito acima, que o ganho com o ibovespa foi zero. Entramos em 20/05/2008 com o índice em 73 mil pontos (pior momento da história); e saímos em 08/06/2018, com ele também em 73 mil pontos.

Já a renda fixa deu um ganho de quase 200%, ou seja, saiu com o índice DI em 10.403,90 em maio de 2008, e finalizou em 28.628 em junho/2018 (quase triplicou).

Agora, na próxima tabela (que é a continuidade da primeira tabela), vamos ver as operações que foram feitas:

Dennys7 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

Em 20/05/2008 compramos 50 mil reais em bolsa e 50 mil em renda fixa. Em 01/07/2008, a bolsa havia caído os 10 mil pontos, passando de 73 mil para 63 mil pontos. Com isso, a posição de ibovespa foi para 43.150 reais e a posição em RF foi para 50.649. Hora de agir! O que fazer? Vamos somar as duas posições (que dá 93.800) e restabelecer os percentuais originais, 50% em cada classe de ativo. Sendo assim, a nova posição será de 93.800/2 = 46.900 em ibovespa e 46.900 em renda fixa.

E assim, por diante.

Ah, observem que o patrimônio de 100 mil, no pior momento chegou a 70 mil reais, em 23/10/2008. Sendo que a bolsa, como um todo, na crise do subprime teve queda de 70%! Ou seja, a técnica suaviza os efeitos da volatilidade (o sobe e desce da bolsa) e, como irei mostrar, gera resultados incríveis a longo prazo.

Dennys8 1 - Conheça a técnica do rebalanceamento de carteira de investimentos

No que resultou tudo isso?

Bom, se tivéssemos aplicado tudo em Ibovespa, como o índice iniciou em 73 mil pontos e finalizou em 73 mil pontos, não teríamos ganhado absolutamente nada! Aliás, se formos considerar os custos de transação, inflação, etc, o prejuízo teria sido grande. Os 100 mil reais em 2008, continuaram em 100 mil reais em 2018. Triste fim.

Por outro lado, se tivéssemos feito a técnica do rebalanceamento, estaríamos hoje com 182.315,70. Ganho de 82% em 10 anos. É bastante coisa? Mais ou menos; isso daria um ganho anual de 6,3%, o que iria cobrir a inflação. Pelo menos não teríamos perdido poder de compra.

E se tivéssemos aplicado tudo em renda fixa, como estaríamos? Com exatos 275.174,02! Bem mais que com a técnica.

Bom, mas, temos que dar um desconto para a técnica, não acham? Pô, a simulação foi feita no pior momento da história da bolsa , no auge, pré crise de 2008. Com certeza, se a gente montar essa estratégia em um momento oportuno, o ganho será fantástico.

Hora do teste de perfil!

Descubra agora se você é um investidor conservador, moderado ou agressivo.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Denys Wiese

Denys Wiese, bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Santa Catarina (ESAG-UDESC) iniciou suas atividades profissionais no mercado financeiro em 2009 como operador de bolsa de valores. Já atuou como operador, assessor, professor e escritor, sempre em atividades ligadas às finanças. Entre 2014 e 2017, atuou também com consultoria tributária. Hoje é sócio fundador do site EuQueroInvestir, assessor de Investimentos da XP Investimentos (pelo AAI Indice Investimentos). Atua no segmento de alta renda, no aconselhamento e assessoramento em investimentos no mercado financeiro.
Contato: denys.wiese@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close