Congresso pode suspender recesso por reformas; veja mais destaques

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cogitam suspender o recesso parlamentar de janeiro para acelerar a votação de reformas econômicas. Segundo o Valor, a sugestão vem de parlamentares da base governista e já é de conhecimento do presidente Jair Bolsonaro.

Decisão sobre Linha Amarela pode mudar o rumo das concessões

Dia 21 de outubro, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decide o futuro da Linha Amarela, em disputa pela prefeitura do Rio e a Lamsa, concessionária que administra a via.

Na sua decisão, o ministro autorizou a prefeitura a retomar a via. Teme-se que a confirmação da decisão afaste investidores privados de novas concessões, diz o Valor.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Covid já tirou R$ 1,3 bi da renda do país, aponta FGV

Em estudo, a Fundação Getulio Vargas aponta que a perda de capital humano para economia brasileira com a Covid-19 já tirou R$ 1,3 bilhão da renda do Brasil.

O estudo usou como base dados do Portal de Transparência do Registro Civil, que indica 63,1 mil vidas perdidas para a enfermidade entre 20 e 69 anos, de 16 de março a 6 de outubro.

UE espera queda do desmatamento para avaliar acordo

De acordo com o Valor, somente uma queda significativa na perda da cobertura florestal será suficiente para que a União Europeia retome as negociações de um acordo comercial com o Mercosul. A votação do acordo deve ficar para o ano que vem.

Senado negocia decretos para votar Lei do Gás

As associações industriais pedem ao Senado para aprovar a nova Lei do Gás antes das eleições municipais e sem alterações. No entanto, os senadores querem que o governo se comprometa com a edição de decretos que tenham como foco o incentivo às térmicas.

A intenção é expandir a infraestrutura de gás por meio da interiorização da malha de gasodutos pelo país. O governo se comprometeu a apresentar uma proposta até dia 19.

OCDE quer taxação de atividade digital das multinacionais

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apresenta na quarta (14) os princípios técnicos aprovados pelos países do grupo para um acordo global para taxar as atividades digitais das empresas multinacionais. A receita poderá ser de US$ 100 bilhões por ano.

Apple lança amanhã novo iPhone 5G

Acontece amanhã (13) o lançamento do novo iPhone, habilitado para a tecnologia 5G. A tecnologia promete velocidades de internet mais rápidas do que as já disponíveis. A empresa espera que isto seja razão para impulsionar as vendas.

Queda de juros leva crédito imobiliário a crescer 44%

O crédito imobiliário para pessoas físicas aumentou 44% de janeiro a agosto. E chegou a R$ 51,3 bilhões, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Foi a maior alta desde 2015.

A explicação, aponta o Globo, são os juros baixos, os preços mais baixos dos imóveis, além de crédito farto e poupança em níveis recordes diante do receio com a pandemia.

Atualização Covid-19

O Brasil teve, nas últimas 24 horas, outros 203 óbitos confirmados por Covid-19, elevando o total de vítimas a 150.709 mortos. Os novos casos positivados foram 8.624, de um total de 5.102.603.