Confirmado: Moro aceita convite de Bolsonaro e será o novo ministro da Justiça

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Em um encontro na manhã desta quinta-feira, (01) o juiz federal Sérgio Moro aceitou formalmente o convite feito pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), para ocupar o posto de ministro da Justiça.

De acordo com Bolsonaro, o futuro ministro contará com plena autonomia para compor a sua equipe e irá dispor de recursos que permitirão implantar um “programa nacional de segurança pública”, que tem por objetivo reduzir a criminalidade e combater a corrupção.

Após a reunião no Rio de Janeiro, Moro divulgou uma breve nota em que se diz honrado pelo convite. O juiz ainda falou sobre o pesar em ter que abandonar cerca de vinte e dois anos de magistratura para assumir o novo cargo, mas também declarou que essa decisão teve como base a perspectiva de se implementar, no país, uma forte agente de combate à corrupção e ao crime organizado, sempre com respeito ao previsto na Constituição Federal, nas leis e direitos que são garantidos a todos.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]Sobre a Operação Lava-Jato, Moro esclareceu que os trabalhos continuarão a ser executados em Curitiba, sob a responsabilidade dos juízes locais. O magistrado também informou que irá se afastar de novas audiências envolvendo essa operação e que concederá uma entrevista coletiva com mais detalhes sobre a sua decisão na semana que vem.[/box]

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Por meio de seu perfil oficial no Twitter, Bolsonaro confirmou a notícia de que Sérgio Moro aceitou o convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele também destacou que o novo governo terá como norte o combate à corrupção e ao crime organizado, bem como o respeito à Constituição Federal e às leis do país:

A decisão tomada por Moro dividiu opiniões. Por um lado, alguns políticos petistas criticaram a sua atitude, mas de outro, candidatos eleitos e outros políticos o apoiaram.

Já durante o seu voo para o Rio de Janeiro, o magistrado dava indícios de que aceitaria o convite feito pelo presidente eleito. Em uma declaração concedida à TV Globo, Moro defendeu a criação de uma agenda anticorrupção e anticrime organizado.

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

[box type=”note” align=”” class=”” width=””]Sérgio Moro tornou-se conhecido por sua atuação na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. O convite para assumir um ministério foi feito ainda durante a campanha de Jair Bolsonaro pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.[/box]

Durante o período da campanha eleitoral, Moro retirou o sigilo de uma parte da delação feita pelo ex-ministro Antônio Palocci, em que cita o ex-presidente Lula. Isso acabou atingindo diretamente a campanha de Fernando Haddad (PT), então adversário de Jair Bolsonaro.

Hora do teste de perfil!

Descubra agora se você é um investidor conservador, moderado ou agressivo.

[banner id=”teste-perfil”]