Confiança da indústria cresce em novembro

Luiza Carvalho Lemos Branco
null

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) aumentou 3,2 pontos em comparação a outubro e atingiu 62,5 pontos, 7,9 pontos acima da média histórica no país de 54,6 pontos. A pesquisa, divulgada hoje (20) pela Confederação Nacional da Indústria mostra que empresários estão confiantes.

A CNI apontou para a Agência Brasil que o aumento de confiança “estimula a recuperação da economia brasileira à medida que impulsiona o aumento da produção e a retomada do investimento”. O estudo também aponta que o Índice de Condições Atuais, componente do Icei, também aumentou e fechou em 56,3, maior pontuação desde outubro de 2010.

O único componente do Icei que ficou abaixo do esperado foi o Índice de Expectativas, que subiu para 65,6 pontos, com 2,9 pontos abaixo do verificado em novembro de 2018. A pesquisa também apontou que a confiança é maior nas médias e grandes empresas. Em ambos os segmentos o Icei alcançou 62,8 pontos neste mês. Nas pequenas o indicador ficou em 61,5 pontos.

A pesquisa foi realizada de 1º e 12 de novembro, com 2.445 empresas, sendo que dessas, 954 são pequenas, 898 médias e 593 de grande porte.