Confiança da Indústria cai em março

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta sexta-feira (20) o Índice de Confiança da Indústria (ICI), com a prévia da Sondagem da Indústria de março. O indicador recuou 3,2 pontos ante fevereiro. No mês passado, o índice marcava 101,4 pontos. Agora, 98,2 pontos.

A divulgação marca o primeiro resultado negativo depois de quatro altas seguidas. A queda da confiança em março viria de uma piora na percepção dos empresários em relação à situação atual. Isto porque o cenário de incertezas econômicas decorrentes da pandemia de coronavírus impacta as expectativas de crescimento.

Confiança da indústria: expectativas ruins para os próximos meses

Há uma indicação de piora de percepção também para os próximos três e seis meses. O Índice de Expectativas caiu 4,1 pontos, para 97,7 pontos. E o Índice de Situação Atual recuou 2,1 pontos, para 98,8 pontos.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

O resultado preliminar de março indica redução de 1,1 ponto percentual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI), para 75,1%, o mesmo valor dezembro de 2019.

confiança da indústria